Barbara Crampton quer o fim do termo “scream queen”

0
(0)

Neste mês, a atriz Barbara Crampton escreveu um tweet que abriu uma discussão sobre o termo Scream Queen. O apelido ganhou popularidade na década de 1980, sendo atribuído a atrizes que marcaram o gênero terror, como Jamie Lee Curtis. Crampton também se tornou um ícone do horror depois de estrelar Re-Animator, mas hoje ela acha que o termo Scream Queen não faz jus ao talento das atrizes que o receberam.

Em seu tweet, Crampton escreveu: “Não sou fã do termo “scream queen”. É usado em excesso e desvaloriza e diminui o mérito do que tentamos fazer. Prefiro não ser chamada assim”.

Com a discussão que se iniciou, o site Birth. Movies. Death. ofereceu a Crampton um espaço para que ela desenvolvesse suas ideias. No artigo Barbara Crampton: Don’t Call Me a Scream Queen, a atriz escreveu:

O apelido de Scream Queen é limitador na descrição e também na habilidade de revelar que estas atrizes são mais do que a soma do tom de suas cordas vocais. Para muitas, como eu, ele pavimentou a carreira em um gênero adorado, mas, para outras, ele reduziu os papéis que lhes seriam oferecidos em outros gêneros, estereotipando-as a um tipo de trabalho.

Ser uma Scream Queen quer dizer que você é boa em duas coisas: gritar a plenos pulmões e ser mulher. Ser simplesmente conhecida como uma boa atriz que, por acaso, ama filmes de gênero é muito mais satisfatório, e muito menos condescendente.

O artigo completo está disponível no Birth. Movies. Death., em inglês, e inclui ainda opiniões de outros nomes conhecidos da indústria, como Bill Moseley, Edgar Wright, Neill Marshall, Stuart Gordon e Heather Langenkamp.

Vocês concordam com Crampton? O que acham do termo scream queen?

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Silvana Perez

Escolheu alguns caminhos errados e acabou vindo parar na Boca do Inferno. Ainda fala de feminismos no Spill the Beans e de ciclismo no Beco da Bike.

One thought on “Barbara Crampton quer o fim do termo “scream queen”

  • 26/12/2016 em 18:34
    Permalink

    Ela foi super sincera. Nada do politicamente correto. Infelizmente Terror não é levado a sério . Uma pena mesmo…

    Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.