16ª edição do Fantaspoa será online e gratuita; conheça alguns dos filmes na programação!

A 16ª edição do Fantaspoa – Festival Internacional de Cinema Fantástico de Porto Alegre vai acontecer em formato online e gratuito! Inicialmente previsto para acontecer no segundo trimestre desse ano, o festival foi alterado para o novo formato devido ao avanço da pandemia de Covid-19, e será realizado em parceria com a Darkflix, serviço de streaming voltado a produções fantásticas.

Com 110 filmes, entre curtas e longas, na programação, oriundos de mais de 35 países, o Fantaspoa acontece entre 24 de julho e 2 de agosto de 2020. Além da exibição dos filmes, acontecerão lives de conversas com cineastas, palestras e masterclasses.

O filme que abre a 16ª edição do festival é Pornô, “que conta a história de um grupo de empregados de um cinema que encontra um misterioso rolo de filme escondido e acaba libertando um demônio sexual”. Misturado terror com humor, o filme marca a estreia na direção de um longa-metragem do diretor Keola Racela. Pornô estreia na América Latina depois de passar por vários festivais pelo mundo.

Já o encerramento do Fantaspoa fica por conta de Skull, a Máscara de Anhangá e Antologia da Pandemia, ambos produzidos pelo Fantaspoa e exibidos recentemente nos Estados Unidos, no festival de Chattanooga. Skull é o segundo longa-metragem dirigido por Armando Fonseca e Kapel Furman, retratando “a vingança de um serial killer sobrenatural baseado na mitologia pré-colombiana na metrópole de São Paulo”, enquanto a Antologia da Pandemia “reúne 13 histórias sobre a pandemia do covid-19 filmadas totalmente na quarentena, registrando um surpreendente retrato deste momento único que estamos vivenciando”.

Como sempre, o festival prestará homenagem a um realizador. Para essa edição, o escolhido é o cineasta ugandense Isaac Godfrey Geoffrey Nabwana, conhecido como IGG Nabwana, e seu estúdio Wakaliwood. Ele é o responsável por cerca de 50 filmes de ação nos últimos 15 anos, todos filmados com orçamento baixíssimo na favela onde Nabwana vive em Uganda. O Fantaspoa exibe Crazy World, filme ovacionado no Festival de Cinema de Toronto em 2019.

Confira abaixo os 16 primeiros filmes anunciados na programação do festival:

Antologia da Pandemia, de diversos diretores (The Pandemic Anthology, 2020, Brasil)
2020 é o ano em que um vírus parou o planeta. Em meio à quarentena e à incerteza sobre o futuro, o Fantaspoa criou um concurso para cineastas criarem suas histórias da pandemia – em suas casas, com os recursos disponíveis. Essa antologia reúne os 13 curtas mais criativos produzidos, capturando esse momento que, se a humanidade tiver sorte, nunca se repetirá.

Barry Fritado, de Ryan Kruger (Fried Barry, 2020, África do Sul)
Barry é um doidão viciado em drogas que, durante uma ressaca, é sequestrado por alienígenas. Um extraterrestre possui seu corpo e inicia uma jornada de exploração e descobrimento das maravilhas do nosso planeta, numa aventura regada a drogas, sexo e violência.

Crazy World, de Nabwana I.G.G. (Ani Mulalu? The Crazy World, 2019, Uganda)
A famosa gangue Máfia do Tigre sequestra um grupo de crianças acreditando que irão enriquecer com uma propriedade mágica presente em seu sangue. Para seu azar, as crianças capturadas são “Waka Stars”, mestres na arte do Kung Fu. Além disso, dois de seus pais, desesperados, se juntam para salvar seus filhos e se vingar da gangue.

Diabo Vermelho, de Sol Charlotte, J. Oskura Nájera (Diablo Rojo PTY, 2019, Panamá)
Primeiro filme de horror na história do Panamá, “Diabo Vermelho” segue um motorista de ônibus que é vítima de um misterioso feitiço e acaba perdido na floresta de Chiriqui, onde terá que combater criaturas maléficas com a ajuda de seu assistente, um padre e dois policiais.

Entrelaçado, de Minos Nikolakakis (Entwined, 2019, Grécia / Reino Unido)
Panos, um médico da cidade grande, se muda para uma vila remota para atender uma comunidade. Ele se encanta ao ver Danae, que vive isolada, com uma estranha doença na pele. Determinado a curá-la, Panos logo descobrirá que Danae não é a garota indefesa que ele imaginava e o tempo é essencial para os dois.

Estranho, de Dmitriy Tomashpolskiy (Storonniy, 2019, Ucrânia)
Uma equipe de nado sincronizado desaparece na piscina durante uma apresentação. Um paciente de uma clínica de hidroterapia desaparece enquanto toma banho. Como esses casos estão conectados? Uma inspetora com um currículo imaculado terá que investigar isso. E também terá que descobrir quem ela realmente é.

Ghost Master, de Paul Young (Gôsuto Masutâ, 2019, Japão)
Uma equipe de filmagens em ação. O assistente de produtor é constantemente humilhado por todos. Mas o que estes não sabem é que ele escreveu o roteiro de um filme com forças maléficas que estão prestes a tomar vida. Um filme com muito humor e influências de mangás japoneses.

James Contra o Seu Eu do Futuro, de Jeremy LaLonde (James vs. His Future Self, 2019, Canadá)
James, um brilhante cientista, está próximo de descobrir a viagem no tempo quando começa a ser perseguido por um desequilibrado James do futuro, que o tenta convencer a abandonar seu projeto e viver uma vida pacata. O que se segue é uma violenta batalha de um homem contra si mesmo – literalmente.

Limbo, de Tim Dünschede (Limbo, 2019, Alemanha)
Filmado em um único plano-sequência, “Limbo” conta a história de uma jovem diretora de compliance que descobre uma rede de lavagem de dinheiro. Seu caminho, então, se cruza com os de um mafioso em decadência, um policial infiltrado e um líder de uma gangue vietnamita.

Matar o Dragão, de Jimena Monteoliva (Matar al Dragon, 2019, Argentina)
Durante anos, muitas meninas de um povoado desapareceram misteriosamente. Uma delas foi Elena, que reaparece vinte e cinco anos depois e é acolhida por seu irmão mais velho, Facundo. Ele tenta incluí-la na sua rotina familiar, mas Elena carrega consigo o terror de seu passado.

Pedra, Papel e Tesoura, de Martín Blousson, Macarena García Lenzi (Piedra, Papel y Tijera, 2019, Argentina)
Jesus e Maria José vivem juntos na casa que pertenceu a seu recém-falecido pai. Sua rotina é interrompida com a chegada de sua meia-irmã, Madalena, que reivindica sua parte da propriedade. Sem nenhuma intenção de dividir a casa, Jesus e Maria envolvem Madalena em jogos perversos em que não se sabe quem tem a pedra, o papel ou a tesoura.

Pornô, de Keola Racela (Porno, 2019, EUA)
Nos anos 90, cinco funcionários de um cinema de calçada de uma pequena cidade cristã do interior dos Estados Unidos descobrem um velho rolo de filme escondido no porão. Ao colocarem este filme para rodar, eles liberam um demônio sexual que passa a persegui-los, causando altas confusões.

Resina, de Daniel Borgman (Harpiks, 2019, Dinamarca)
Liv é uma adolescente de 13 anos que vive isolada na floresta com seu pai e sua mãe, sobrevivendo apenas do que encontram na natureza. Quando ela começa a questionar a visão de mundo dos seus pais, segredos vêm à tona e ameaçam a estabilidade da família.

Salvação, de Lee Chang Moo (Salvation, 2020, Coréia do Sul)
Uma prostituta rouba um bilhão de wons de seu cafetão e é encontrada morta no rio. Enquanto seu cafetão busca recuperar o dinheiro, solicita a ajuda de um policial. Após sofrer um acidente de carro, este policial vai parar em um misterioso retiro, que cultua uma deusa encarnada no corpo de uma criança.

Skull: A Máscara de Anhangá, de Armando Fonseca, Kapel Furman (Skull: A Máscara de Anhangá, 2020, Brasil)
Após décadas desaparecido, um artefato místico conhecido como “A Máscara de Anhangá” ressurge na metrópole de São Paulo. A Máscara tem o imenso poder de encarnar uma entidade milenar. Manco Ramirez, o herdeiro responsável pela guarda do artefato, e a policial Beatriz Obdias são arrastados para dentro do rastro de sangue deixado pela Máscara.

Tóxico, de Ariel Martínez Herrera (Toxico, 2020, Argentina)
Em meio a uma misteriosa pandemia de insônia, que logo toma proporções catastróficas, Laura e Augusto tentam fugir do caos em seu motor-home. O que encontram, porém, é um mundo cada vez mais estranho e perigoso.

(Visited 267 times, 2 visits today)
Silvana Perez

Silvana Perez

Escolheu alguns caminhos errados e acabou vindo parar na Boca do Inferno.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP-Backgrounds Lite by InoPlugs Web Design and Juwelier Schönmann 1010 Wien