Consequência Mortal (2012)

Truth or Dare (2012)
Quando a Verdade se Torna um Desafio!
Consequência Mortal
Original:Truth or Dare
Ano:2012•País:UK
Direção:Robert Heath
Roteiro:Matthew McGuchan
Produção:Rupert Jermyn, Richard Johns
Elenco:Liam Boyle, Elana Di Troya, Jack Gordon, Florence Hall, Nicky Henson, Jennie Jacques, Tom Kane, Jason Maza, David Oakes, David Sterne

Entre um inferno de produções ruins que são realizadas todos os meses, é sempre bom encontrar filmes que surpreendem pela sua simplicidade e eficiência dentro do que se propõe. Um exemplo interessante e que vale a pena uma conferida é o independente inglês Truth or Dare (2012), comandado pelo desconhecido Robert Heath (do elogiado curta Cereal Killer), a partir de um roteiro escrito por Matthew McGuchan (LD 50 Lethal Dose, 2003).

Baseado naquela brincadeira de estudantes chamada Verdade ou Desafio – e que já serviu de mote para a outra produção teen Verdade ou Consequência -, o filme dá uma impressão inicial de que veremos a velha fórmula da pessoa que é maltratada ou sofre bullying e resolve se vingar, porém o caminho é diferente do esperado, resultando em boas cenas de tensão , uma dose leve de torture porn e algumas surpresas no ato final, com uma virada de mesa interessante.

Durante uma festa adolescente, em que o tímido Felix (Tom Kane) leva mais um fora de sua amada Gemma (Florence Hall), alguns participantes resolvem brincar de verdade ou desafio com uma garrafa de cerveja, sugerindo absurdos como um beijo lésbico ou sinceridade em demasia. É nesse momento que Chris (Jack Gordon) humilha Felix na frente de todos os seus amigos, incluindo Paul (Liam Boyle) e sua namorada Eleanor (Jennie Jacques). Além de ter suas intenções reveladas, o rapaz ainda leva um soco de Chris, aumentando ainda mais o trauma do episódio.

Truth or Dare (2012) (1)

Um ano após a festa, os jovens, incluindo o vendedor de drogas Luke (Alexander Vlahos), são convidados para comemorar o aniversário de Felix em sua residência e imaginam o evento como uma oportunidade para curtir e beber de graça, além de Chris acreditar que pode salvar sua relação com Gemma. Chegam a um casarão imenso, mas são avisados que a festa será numa cabana isolada na mata cerca de um quilômetro de distância do local. É lá que serão recebidos pelo ex-combatente do Afeganistão Justin (David Oakes), irmão de Felix, que logo evidenciará seu plano de tortura para buscar algumas verdades.

Amarrados em cadeiras, eles são avisados que Felix se suicidou na cabana depois da brincadeira e que em seu bolso havia um bilhete com os dizeres Truth or Dare Bitch. Justin, então, inicia uma brincadeira de verdade ou desafio com consequências graves para os participantes, enquanto tenta descobrir quem é o autor do cartão e o que aconteceu naquela noite fatídica. Com a pressão psicológica, os jovens passam a acusar e discutir um com outro, ao passo que algumas surpresas vão sendo reveladas aos poucos.

Sem apelar para sangue ou violência extrema, Truth or Dare é um horror psicológico eficaz, numa trama bem estruturada e divertida. A condução de Robert Heath só tropeça no início, quando a festa é apresentada numa sequência clichê usada apenas para apresentar os personagens, embora a apresentação mesmo aconteça durante a brincadeira, quando as máscaras irão cair e os estereótipos se diluirão entre os desvios de caráter.

Mesmo se passando quase inteiramente num único ambiente, o roteiro inclui algumas boas soluções como a chegada de um amigo atrasado e as inúmeras tentativas de fuga. Justin demonstra ter o controle da situação a todo momento, contando com a sorte em algumas cenas como quando ele é atingido por pimenta e sua arma cai no chão, sob os olhares assustados de Luke, deixando o espectador com raiva pela falta de reação do rapaz, em sua possibilidade de assumir o controle.

Truth or Dare (2012) (2)

Apesar da fórmula ainda estar presente, Truth or Dare se esforça para apresentar sangue novo, dentro desse subgênero saturado. Graças às boas atuações e ao roteiro consistente, o resultado é bastante otimista para futuro trabalhos dos envolvidos. Vale um esforço sem medo das consequências de um possível desafio. E essa é uma verdade absoluta!

(Visited 934 times, 1 visits today)
Marcelo Milici

Marcelo Milici

Fundou o Boca do Inferno em 2001. Formado em Letras, fez sua monografia sobre o Horror Gótico na Literatura. É autor do livro "Medo de Palhaço", além de ter participado de várias antologias de horror!

3 comentários em “Consequência Mortal (2012)

  • 19/07/2013 em 16:36
    Permalink

    Muito bom o filme.
    Acabei me confundindo com os atores que na minha opinião seriam os ”PRINCIPAIS”.

    Resposta
  • 29/04/2013 em 22:51
    Permalink

    tbm achei bem legal esse filme.

    Resposta
    • 20/02/2017 em 09:50
      Permalink

      Ola, Sabem me dizer onde posso encontrar esse filme dublado?

      Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *