Godzilla (2014)

Godzilla (2014) (2)

Godzilla
Original:Godzilla
Ano:2014•País:EUA, Japão
Direção:Gareth Edwards
Roteiro:Max Borenstein, Dave Callaham
Produção:Jon Jashni, Mary Parent, Brian Rogers, Thomas Tull
Elenco:Aaron Taylor-Johnson, Elizabeth Olsen, Bryan Cranston, CJ Adams, Ken Watanabe, Carson Bolde, Sally Hawkins, Juliette Binoche, David Strathairn, Richard T. Jones, Victor Rasuk, Patrick Sabongui, Jared Keeso, Luc Roderique

Criado no Japão e lançado originalmente num filme de 1954, o cultuado rei dos monstros voltou aos cinemas, com a estreia no Brasil em 15/05/14 e com a opção de exibição em 3D.

A humanidade não imaginaria que, dentre todos os graves problemas que assolam o planeta, desde guerras violentas a catástrofes naturais, teria que enfrentar a fúria de dois monstros gigantes que se alimentam de radioatividade e estão sedentos por destruição.

Godzilla (2014) (3)

Mas, para garantir o equilíbrio, surge das profundezas um monstro ainda maior e mais poderoso, Godzilla, para enfrentar os inimigos e restabelecer a ordem, mesmo que inevitavelmente com as consequências de destruição de uma batalha de monstros colossais num território urbano.

O filme é muito divertido, intenso, além de impressionante tecnicamente, sendo altamente recomendável, apesar de que Godzilla poderia e deveria aparecer mais em cena. E além do fato do roteiro esbarrar em momentos dramáticos que não agregam, envolvendo a família do soldado Ford Brody (Aaron Taylor-Johnson), filho de cientistas, e que dividia o tempo entre reencontrar a esposa e o filho pequeno no meio do caos, e fazer o papel de herói com sua habilidade em desarmar bombas, durante o conflito contra os monstros.

(Visited 114 times, 1 visits today)
Juvenatrix

Juvenatrix

Uma criatura da noite tão antiga quanto seu próprio poder sombrio. As palavras são suas servas e sua paixão pelo Horror é a sua motivação nesse Inferno Digital.

5 comentários em “Godzilla (2014)

  • 16/01/2017 em 02:57
    Permalink

    Péssimo filme. Um “lenga-lenga” sem fim!!

    O início do filme é muito bom, apresentando a destruição de uma usina nuclear. Após a abertura temos cenas com diálogos chatos, emotivos, intermináveis e muita enrolação para, no final, o Godzilla aparecer e salvar a humanidade.

    Esqueça aquele monstro que emergia do oceano para assombrar e destruir cidades. O novo Godzilla é predador Alfa que serve para manter o equilíbrio na Terra.

    Péssimo filme e não recomendo para ninguém.

    Resposta
  • 16/02/2015 em 05:37
    Permalink

    Sou fã da calango radioativo e por isso muito suspeito ao falar de como esse filme é sensacional, para mim representou muito bem o monstro arrasa quarteirão que ele é. O de Godzilla de 1998 tinha que ser nesse naipe.

    Resposta
  • 29/01/2015 em 12:38
    Permalink

    Sinceramente foi o melhor filme de 2014, aguardei ansioso e não me decepcionei. Atmosfera enegrecida de tragédia e incapacidade humana evidente, foi sensacional assisti-lo no cinema, algo quase divino mesmo, Godzilla parecia um deus da destruição na sua primeira aparição na telona !!! Ansioso para ver os próximos filmes contra Mothra, King Ghidorah e Rodan.

    Resposta
  • 26/09/2014 em 01:38
    Permalink

    Muito chato.
    Não fossem os efeitos especiais, o filme não valeria nem o tempo que se perde para assisti-lo.
    2 caveiras e meia já serviriam.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *