Cinco comparações entre o livro e It – Capítulo 2

0
(0)

O novo filme inspirado no clássico de Stephen King chega esta semana às telonas! Essa é a segunda parte do longa de 2017 It – A Coisa, que conquistou o título de maior bilheteria de terror da história, com mais de US$ 700 milhões arrecadados mundialmente.

Se você está curioso e já quer entrar no clima, confira algumas curiosidades que foram selecionadas pelo Peixe Urbano sobre a continuação e as diferenças entre livro e filme:

Duas partes: o livro original, publicado em 1986, possui 1104 páginas e conta com um formato diferente na passagem do tempo. Enquanto o filme segue a linha cronológica, em que o primeiro se passa na infância dos protagonistas e o segundo com eles adultos, a obra de Stephen King começa já na fase mais velha, relembrando os acontecimentos anteriores por meio de flashbacks alternados.

A época: outra diferença do livro é a ambientação. Enquanto no original a história acontece entre os anos de 1957 e 1958 e de 1984 e 1985, o longa tem a sua primeira fase nos anos 80. Isso significa que o segundo filme acontece em 2016, uma mudança de cenário e tanto se considerarmos a evolução tecnológica e outras características que podem fazer bastante diferença na trama.

Os embates: os encontros entre os heróis e a Coisa possuem algumas divergências também. No filme, os ainda jovens usam pistolas pneumáticas para derrotar Pennywise, o que nunca aconteceu nos livros, em que são utilizadas balas de prata. O mais importante, porém, é que os conflitos não são literais no romance, mas sim psíquicos. Na versão escrita, ambas batalhas são vencidas por meio do Ritual de Chüd (um rito nativo-americano em que é preciso morder a língua da Coisa). O diretor deu indícios de que usaria este formato para a sequência. Será que veremos o ritual em It – Capítulo dois?

Personagem a menos: os mais atentos que assistiram ao trailer do segundo filme podem ter notado a ausência de um personagem: Stanley. Apesar de não haver menção sobre o desfalque da equipe até então, os leitores da obra original sabem o motivo do desaparecimento (qual é? Assistam ao filme para entender). Os fãs aguardam para descobrir se o longa irá seguir os acontecimentos descritos no livro.

Estão preparados? No primeiro filme, a equipe se empenhou bastante para assustar o público. O ator responsável por dar vida ao terrível vilão chegou a fazer as crianças chorarem de verdade nas gravações. Na época, Finn Wolfhard, um dos protagonistas mirins do longa, também conhecido pela série Stranger Things, admitiu ter medo de palhaços. O próprio Bill Skarsgård, que interpreta Pennywise, teve pesadelos constantes durante a produção.

Aproveite os descontos do Peixe Urbano, que tem ingressos a partir de R$ 12,90 (menor que meia-entrada!) para assistir It – Capítulo dois.

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

(Visited 1.677 times, 1 visits today)

Marcelo Milici

Professor e crítico de cinema há vinte anos, fundou o site Boca do Inferno, uma das principais referências do gênero fantástico no Brasil. Foi colunista do site Omelete, articulista da revista Amazing e jurado dos festivais Cinefantasy, Espantomania, SP Terror e do sarau da Casa das Rosas. Possui publicações em diversas antologias como “Terra Morta”, Arquivos do Mal”, “Galáxias Ocultas”, “A Hora Morta” e “Insanidade”, além de composições poéticas no livro “A Sociedade dos Poetas Vivos”. É um dos autores da enciclopédia “Medo de Palhaço”, lançado pela editora Évora.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.