Suspense e elementos de ficção científica em O Homem da Reciclagem

5
(1)

Exibido no Nevermore Film Festival, entre fevereiro e março deste ano, O Homem da Reciclagem (The Recycling Man) é uma fantástica produção com elementos de ficção científica, dirigida pelo italiano Carlo Ballauri, que já tem em seu currículo outros quatro curtas-metragens, com destaque para o seu primeiro, Ta Kuo or The Growth of the Great (2007), que teve distribuição pela Canadian Ouat Media, e L’attrice (2007), premiado no Genoa Cinema America Festival. Em 2014, ele comandou La diva, que conquistou prêmios no San Antonio Film Festival no Texas, no LA Indie Film Festival em Los Angeles, no Salento International Film Festival na Itália, no Festival de la Luz Bogotá na Colômbia, no Carmarthen Bay Film Festival no País de Gales, entre outros.

Com o desenvolvimento de sua própria produtora, a I Cavalieri della Notte Srl, além da fábrica de criação LITTLEBIG, ele passou também a produzir comerciais, videoclipes e anúncios publicitários, enquanto desenvolvia sua maior realização O Homem da Reciclagem, o pontapé inicial de uma série de TV. Na trama, o garoto cadeirante e solitário Jacob (Benjamin Evan Ainsworth, de A Maldição da Mansão Bly) passa seus dias observando os vizinhos pela janela de sua morada. Ele se comunica com a jovem Sarah (Valentina Filippeschi) através de mensagens escritas, até ser interrompido uma visão hitchcockiana: um homem se aproxima por trás e estás prestes a agredi-la com uma chave de fenda. Desesperado, ele tenta alertar sua mãe Valerie (Virginia Newcomb), que parece não estar lhe dando os devidos créditos. O que fazer, estando em uma situação de imobilidade e falta de atenção?

Com uma atmosfera futurista e ótimos efeitos especiais, O Homem da Reciclagem, com apenas 13 minutos, desperta uma mistura de sentimentos no infernauta, principalmente pelo modo como se desenvolve o suspense e pela ótima atuação de Virginia Newcomb. O curta está em exibição na oitava edição do Festival Boca do Inferno, na mostra Ficção Científica, e você pode conferi-lo, clicando aqui.

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 1

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Marcelo Milici

Professor e crítico de cinema há vinte anos, fundou o site Boca do Inferno, uma das principais referências do gênero fantástico no Brasil. Foi colunista do site Omelete, articulista da revista Amazing e jurado dos festivais Cinefantasy, Espantomania, SP Terror e do sarau da Casa das Rosas. Possui publicações em diversas antologias como “Terra Morta”, Arquivos do Mal”, “Galáxias Ocultas”, “A Hora Morta” e “Insanidade”, além de composições poéticas no livro “A Sociedade dos Poetas Vivos”. É um dos autores da enciclopédia “Medo de Palhaço”, lançado pela editora Évora.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.