Entidade que se alimenta de crianças no terror PIRABOK

5
(2)

Existem muitas lendas e mistérios que vão além da compreensão humana. Uma delas é a que envolve PIRABOK, uma entidade conhecida na Mesopotâmia que costuma se alimentar de crianças. Capaz de se disfarçar de qualquer coisa, ela, como um vampiro, só pode entrar em uma residência se for convidada. O curta-metragem turco do diretor Ferman Narin é o primeiro a abordar tal criatura, com inspiração em relatos reais.

Como o próprio cineasta alerta na descrição de sua produção, trata-se de um filme que “revela os verdadeiros medos dos espectadores” sob o prisma de uma família simples, residente em uma aldeia. Depois que o pastor local, Recep, é encontrado morto, os moradores resolveram partir o quanto antes para evitar um encontro com o monstro, mas Hatice e seus dois filhos não foram embora. Se terem para onde ir, até pelas dificuldades que envolvem a busca por uma nova morada, eles estão prestes a descobrir a verdade.

Considerado o Melhor Curta de Terror do Festival Florence Film e semifinalista em vários outros eventos por onde teve passagem, Pirabok está em exibição gratuitamente no Festival Boca do Inferno 8 na seção Monstruário. Com apenas 20 minutos de duração, é uma boa oportunidade para conhecer uma aterrorizante lenda turca antes que se transforme em um longa-metragem!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 2

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Marcelo Milici

Professor e crítico de cinema há vinte anos, fundou o site Boca do Inferno, uma das principais referências do gênero fantástico no Brasil. Foi colunista do site Omelete, articulista da revista Amazing e jurado dos festivais Cinefantasy, Espantomania, SP Terror e do sarau da Casa das Rosas. Possui publicações em diversas antologias como “Terra Morta”, Arquivos do Mal”, “Galáxias Ocultas”, “A Hora Morta” e “Insanidade”, além de composições poéticas no livro “A Sociedade dos Poetas Vivos”. É um dos autores da enciclopédia “Medo de Palhaço”, lançado pela editora Évora.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.