Dark Horse Comics vai lançar graphic novels de contos de Neil Gaiman

0
(0)
CCXP 2015) (2)

A Dark Horse Comic anunciou para 2016 a publicação de duas obras de Neil Gaiman em graphic novel. A primeira delas, Como Conversar com Garotas nas Festas, contará com desenhos dos brasileiros Gabriel Bá e Fábio Moon, vencedores do prêmio Eisner, e será lançada em junho de 2016. Depois, em setembro, a Dark Horse lança A Ponte do Troll, desenhada por Colleen Doran, colaboradora de longa data de Gaiman.

Como Conversar com Garotas nas Festas é um conto publicado originalmente na coletânea Coisas Frágeis, lançada em 2006. Na história, dois adolescentes vão a uma festa esperando conhecer garotas, mas acabam conhecendo três meninas vindas de outro planeta.

Em uma entrevista ao Publishers Weekly, Gaiman contou que escolheu e Moon por ser um “grande admirador” da dupla. “Eles têm uma estética narrativa em que representar a linguagem corporal é tudo”, ele prosseguiu. “A história é sobre o que está dentro da cabeça dos narradores, então pode ser muito difícil fazer isso nos quadrinhos. É incrivelmente gratificante escrever uma história e vê-los torná-la real”.

CCXP 2015) (2)

A Ponte do Troll foi publicada em 2009 na coletânea Fumaça e Espelhos e trata-se de uma reinterpretação do conto de fadas de Billy Goats Gruff sobre um garoto que deve convencer um troll sob uma ponte a não comê-lo, postergando a refeição até que ele retorne, quando for mais velho.

Gaiman trabalha com Doran desde Sandman, e a escolheu para adaptar A Ponte do Troll porque sabe “quão boa ela é”. O autor acrescentou que as escolhas da artista para a história foram “absolutamente encantadoras”, e explicou: “Ela me mostrou um estilo incomum [feito com lápis de cor] que não é como os quadrinhos clássicos. Seus lápis são maravilhosos, desenhos em camadas coloridas. Eles são subversivos, mais como livros de ilustrações de 50 anos atrás”.

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Silvana Perez

Escolheu alguns caminhos errados e acabou vindo parar na Boca do Inferno. Ainda fala de feminismos no Spill the Beans e de ciclismo no Beco da Bike.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.