Leandra Leal e Rafael Cardoso revelam universo obscuro no primeiro trailer de O Rastro

A atriz Leandra Leal se entrega ao terror em O Rastro.
A atriz Leandra Leal se entrega ao terror em O Rastro.

Milhares de pessoas se aterrorizaram no O Rastro: A EXPERIÊNCIA (estande patrocinado pelo Telecine) durante a CCXP. O espaço foi eleito uma das melhores atrações do evento por IG, TecMundo, Mundo Estranho, entre outros.

Após o sucesso dos dois painéis apresentados para mais de 4 mil pessoas na última sexta-feira, em São Paulo, por Marcelo Hessel e Érico Borgo do Omelete, chega hoje ao público o trailer de O Rastro, que pode ser visto abaixo:


 O vídeo apresenta o hospital onde o médico João está encarregado de transferir os últimos pacientes da UTI – entre eles, uma menina que desaparece durante a remoção. O filme de terror nacional traz no elenco Rafael Cardoso, Leandra Leal, Claudia Abreu, Felipe Camargo, Jonas BlochAlice Wegmann. Dirigido por J.C. Feyer, o longa estreia em 30 março de 2017.

João (Rafael Cardoso) é um médico escolhido para coordenar a remoção de pacientes de um antigo hospital prestes a ser desativado. Na noite da transferência, uma menina de dez anos desaparece sem deixar vestígios. Quanto mais João se aproxima da verdade, mais ele mergulha em um universo obscuro, que nunca deveria ser revelado.

A produção é da Lupa Filmes em coprodução com a Orion Pictures e a Imagem Filmes, que também cuidará da distribuição no Brasil.

Para maiores informações curta a página do filme no Facebook.

 

(Visited 44 times, 1 visits today)
Rodrigo Ramos

Rodrigo Ramos

Designer por formação e apaixonado por HQs e Cinema de Horror desde pequeno. Ao contrário do que parece ele é um sujeito normal... a não ser quando é Lua Cheia. Contato: rodrigoramos@bocadoinferno.com.br

4 comentários em “Leandra Leal e Rafael Cardoso revelam universo obscuro no primeiro trailer de O Rastro

  • 22/02/2018 em 09:34
    Permalink

    Um verdadeiro filme de suspense, e que no final mostra que é terror mesmo. É daqueles que as pistas estão espalhadas no decorrer do filme, então sugiro prestar bastante atenção. Filmes de suspense nacional normalmente me agradam. Se puderem indicar alguns seria legal.

    Resposta
  • 10/12/2016 em 23:47
    Permalink

    A FRASE COMPLETA: NÃO HÁ NECESSIDADE

    Resposta
  • 10/12/2016 em 23:46
    Permalink

    Pra que escrever a palavra nacional? Não necessidade. Se fosse estrangeiro, aí sim, caberia mencionar a nacionalidade da produção. Escrever a palavra NACIONAL só reforça o preconceito dessa legião de estúpidos que não assiste nenhum filme porque é NACIONAL. Percebi que é um complexo de inferioridade que leva essa legião a recusar o próprio produto. Esqueçam a palavra NACIONAL, POR FAVOR! GRATO, JB.

    Resposta
    • Rodrigo Ramos
      11/12/2016 em 19:25
      Permalink

      Acredito que o uso do adjetivo “nacional” está mais para enaltecer a qualidade de produzido no Brasil do que depreciar o filme, mas infelizmente, pra muitos, só o fato de ter a palavra nacional, já é motivo pra descartar uma produção que parece bem legal pelo que vimos até agora. O trailer, por exemplo, não deve nada pra produções americanas recentes.

      Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *