Roteiristas já sabem o que fazer em um possível Um Lugar Silencioso 2

0
(0)

Assumindo o topo dos box-offices nesta semana e angariando críticas bastante positivas, é claro que o longa de John Krasinski seria questionado sobre uma possível continuação. E não é que os roteiristas Bryan Woods e Scott Beck já estão cheio de ideias para novas histórias ambientadas no mesmo universo? Conversando com o Fandango, Beck disse que há várias histórias já desenvolvidas, mas que elas não seriam necessariamente continuações:

“Há tantas coisas que deixamos de fora, apenas mantendo-as como documentos em nosso computador. Então, sim, há certamente muitas histórias que você poderia contar.  E realmente, no final das contas, quem são os personagens disso e o que essa situação significa para essa dinâmica?”

O próprio Kosinski reescreveu o roteiro original, alterando alguns dos rumos da história, como, por exemplo, a retirada de algumas cenas de flashbacks, provavelmente contando como aquilo chegou àquele ponto:

“Inicialmente, havia flashbacks em que os personagens falavam. A própria morte do irmão era apresentado apenas em flashback. John foi inflexível quanto à retirada dessas cenas, deixando apenas o dia atual e a urgência na narrativa.”

Confira nossa análise de Um Lugar Silencioso e corra para os cinemas para ver esse filmaço!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Marcelo Milici

Professor e crítico de cinema há vinte anos, fundou o site Boca do Inferno, uma das principais referências do gênero fantástico no Brasil. Foi colunista do site Omelete, articulista da revista Amazing e jurado dos festivais Cinefantasy, Espantomania, SP Terror e do sarau da Casa das Rosas. Possui publicações em diversas antologias como “Terra Morta”, Arquivos do Mal”, “Galáxias Ocultas”, “A Hora Morta” e “Insanidade”, além de composições poéticas no livro “A Sociedade dos Poetas Vivos”. É um dos autores da enciclopédia “Medo de Palhaço”, lançado pela editora Évora.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.