Mutilados (2001)

Mutilados (2001)

Mutilados
Original:Suspended Animation
Ano:2001•País:EUA
Direção:John D. Hancock
Roteiro:Dorothy Tristan
Produção:John D. Hancock, Robert J. Hiler
Elenco:Alex McArthur, Rebecca Harrell Tickell, Laura Esterman, Sage Allen, Fred Meyers, Daniel Riordan, Maria Cina, J.E. Freeman, Sean Patrick Murphy

Sabe aquela sensação de não ter certeza se gostou ou não de um filme? Você sai de um cinema ou acaba de rebobinar a fita/tirar o DVD e fica pensando na trama e o quanto seria melhor se o diretor agisse de um modo diferente ou ainda tenta convencer as pessoas que assistiram com você das qualidades do final surpresa, das atuações e das homenagens a outras produções similares. Enfim, essa sensação tomou parte de mim quando terminei de ver Mutilados (Suspended Animation, 2001), que conferi animado pelo título em português, atraído pela capinha curiosa e pela tagline nacional: na hora errada…no lugar errado.

A resposta para a minha pergunta inicial poderia estar relacionada ao ritmo eletrizante do longa, que traz o famoso diretor e desenhista Tom Kempton (Alex McArthur, do terrível Rota 666) no meio de uma viagem de inverno com mais dois amigos, cada um em seu snowmobile, atravessando o Norte de Michigan. Acreditando ter perdido a mala durante o passeio, decide retornar sozinho, mas, no percurso, seu veículo derrapa e sai da estrada próximo a uma cabana isolada na floresta gélida, onde residem duas estranhas irmãs – uma gorda e uma magra, ambas com aparência de fugitivas de um manicômio. Assim que Tom avisa que está num local sem a possibilidade de contato com os amigos, as senhoras oferecem uma bebida e um doce, enquanto deixam evidente sua insanidade: a mais magra, Vanessa Boulette (Laura Esterman, do Família Adams 2), começa a dançar balé de forma sensual, com os olhos azuis arregalados e sinistros. Assustado, ele decide esperar ajuda do lado de fora, mas desmaia devido ao efeito de alguma substância colocada em algo que lhe foi oferecido. Ao acordar, está seminu, amarrado a uma cadeira e a mercê das bizarras irmãs e seu plano macabro de sangue e morte. Numa terrível tortura psicológica, elas exibem fotos de outras vítimas que já estiveram naquela cadeira, mostram partes humanas em conserva, carimbam a testa do rapaz com a palavra “escolhido” e começam a discutir o modo como irão matá-lo.

Por incrível que pareça, todo esse começo inspirado no clássico Misery, de Stephen King, que deu origem ao excelente Louca Obsessão (até mesmo na semelhança de Sage Allen com Kathy Bates), ocorre nos primeiros quinze minutos! Se você pensa que o filme inteiro irá se passar nessa cabana, mostrando várias tentativas de fuga do sequestrado, está muito enganado. Logo, Tom conseguirá escapar da morte com a ajuda dos amigos, e enfrentará uma perseguição de snowmobile, com Vanessa, carregando um machado, e ainda um encontro com uma avalanche. Tudo isso apenas na primeira meia-hora de Mutilados! Até o final desse ato, virão à sua cabeça duas possibilidades: ou o filme é um curta-metragem; ou você está diante de um dos melhores longas de terror dos últimos tempos. Infelizmente, você estará duplamente enganado!

Depois do pesadelo, Tom ficará obcecado pelo ocorrido e começará a investigar o passado das irmãs canibais, descobrirá parentes das assassinas – deixando evidente o sangue ruim que corre na veia dos Boulette – e enfrentará outras situações de sequestro, mortes, culminando num final surpresa estabelecendo um elo ao terror do início.

Apesar de falhar na condução da narrativa – que nunca deixa claro qual é a trama principal – e de diminuir o ritmo na segunda parte, fica difícil não se envolver com cada personagem que surge a cada descoberta. Uma das figuras que cruzam o caminho de Tom é a bela Clara Hansen (Maria Cina), uma atriz iniciante em busca de emprego, mãe de Sandor (Fred Meyers), um adolescente extremamente perturbado e violento, dono de hábitos incomuns. Clara tem uma relação de sangue com as irmãs assassinas, o que justifica os segredos de Sandor e a aproximação de Tom, a partir de um único olho azul que a jovem possui.

Com o aspecto de um filme feito para a TV, Mutilados não apresenta cenas fortes de violência ou mutilação, como sugere o título nacional – baseado na palavra Mayhem, outro título que o filme recebeu -, sendo apenas uma produção de suspense e mistério a partir do encontro de um diretor de desenhos animados com duas assassinas (seria interessante se o filme mostrasse mais detalhes mórbidos das duas personagens). Aliás, a ideia de utilizar um especialista em desenhos como recurso para exibir cenas de suas produções poderia ter sido melhor aproveitada se o DVD viesse com algum trabalho integral de Tom Kempton

Dirigido por John D. Hancock, que já comandou alguns episódios da segunda versão da série Além da Imaginação (1985), a partir de um romance de Dorothy Tristan, Mutilados possui começo e fim interessantes, perdendo a força a partir do momento em que passamos a conhecer melhor o protagonista e sua contínua busca pelos segredos da família Boulette. E o mesmo acontece com a avaliação que faço de Mutilados, dando um fim à dúvida do princípio. Será que eu gostei? Quanto mais eu penso a respeito, menos eu gosto do que eu vi…

(Visited 446 times, 1 visits today)
Marcelo Milici

Marcelo Milici

Fundou o Boca do Inferno em 2001. Formado em Letras, fez sua monografia sobre o Horror Gótico na Literatura. É autor do livro "Medo de Palhaço", além de ter participado de várias antologias de horror!

5 comentários em “Mutilados (2001)

  • 25/11/2015 em 22:35
    Permalink

    Boa noite… meu chefe me pediu para baixar esse filme para ele, mas n acho em canto algum… me ajudem? se existir um link para download, me passem por favor!!

    Resposta
  • 18/11/2015 em 03:41
    Permalink

    Só pelo título enganoso estou fora. Ops… mas a maioria dos títulos são enganosos vide, Poderoso Chefão (filmaço), Tubarão (outro filmaço), O Enigma do Outro Mundo (clássico dos clássicos), Aventureiros do Bairro Proibido (sensacional). kkkkkkkkkkkkkkkkk

    Resposta
  • 13/10/2015 em 15:08
    Permalink

    Algum sabe me informa onde posso ver esse filme oline ?

    Resposta
  • 04/05/2013 em 18:17
    Permalink

    Achei que fosse uma crítica sobre outro filme de mesmo nome. Lembro de tê-lo assistido há uns seis anos atrás. É sobre um grupo de funcionários que ficam perdidos em uma floresta enquanto um grupo de assassino os observam e eliminam um por um. O filme não é dos melhores, mas conseguiu prender minha atenção, tanto que vim aqui todo feliz achando que era sobre ele kkkkkk

    Resposta

Deixe uma resposta para Mactatus2014 Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP-Backgrounds Lite by InoPlugs Web Design and Juwelier Schönmann 1010 Wien