When the Wind Blows (1986)

When the Wind Blows (1986)

When the Wind Blows
Original:When the Wind Blows
Ano:1986•País:UK
Direção:Jimmy T. Murakami
Roteiro:Raymond Briggs
Produção:John Coates
Elenco:Peggy Ashcroft, John Mills, Robin Houston, James Russell, David Dundas, Matt Irving

Como um doce e singelo desenho animado baseado em um livro infantil é capaz de mandar arrepios pela nossa espinha e nos fazer temer, de uma forma poucas vezes vista antes, o perigo da guerra nuclear? Indo na contramão de filmes como The Day After – O Dia Seguinte e O Exterminador do Futuro, que usam extremos para retratar o horror da bomba atômica, When the Wind Blows, animação idealizada por Raymond Briggs, trata o tema com uma insuspeita, mas poderosa inocência, capaz de fazer qualquer um tremer nas bases.

Os personagens são apenas dois. Jim (voz de John Mills) e Hilda Boggs (voz de Peggy Ashcroft) são um casal aposentado que vive numa tranquila casa no campo na Inglaterra. Todas as manhãs, Jim pega o ônibus até a biblioteca pública ler o jornal. Numa dessas viagens ele descobre que a Guerra Fria está a ponto de esquentar, e apanha alguns folhetos sobre como construir um abrigo nuclear caseiro, usando tábuas e algumas almofadas.

Para a surpresa de todos, a bomba atômica cai naquela mesma tarde, e o simplório abrigo funciona. Então surge o toque genial do roteiro: Jim e Hilda, o casal britânico fleumático que acredita em tudo o que o governo diz, passam a agir como se aquilo fosse uma coisa corriqueira, sem perceber o perigo da radiação que se alastrou por toda parte e que começa a matá-los aos poucos. Suas preocupações são conseguir água para fazer chá e fazer as refeições na hora. Mesmo quando seus olhos começam a ficar macilentos, e seus dentes e cabelos começam a cair, parecem querer fechar os olhos e ouvidos para o fato de que o mundo, como o conheciam, está de fato acabado. E que também eles estão acabados. Isso se encaminha para um final desconcertante e bastante cruel, mas sem o qual o filme com certeza perderia grande parte de sua força.

When the Wind Blows (1986) (1)

Além da ótima animação e do fantástico trabalho de voz dos atores principais, o filme se beneficia da canção final, Folded Flags, cantada pelo ex-líder do Pink Floyd, Roger Waters. David Bowie também contribuiu com a música título, mas digamos apenas que não foi seu dia mais inspirado. Já a canção de Waters acerta no cerne da questão da guerra, tema muito caro a esse talentoso músico.

Apesar do visual bonitinho, When the Wind Blows é um daqueles filmes que cutucam a ferida sem dó. Apesar de a Guerra Fria já ter acabado, sua mensagem continua sendo relevante, já que não se relaciona apenas ao perigo da bomba atômica, mas principalmente ao que acontece quando você acredita em tudo o que houve no rádio. Ou no cinema.

When the Wind Blows (1986) (4)

(Visited 145 times, 1 visits today)
Matheus Ferraz

Matheus Ferraz

Mineiro, autor publicado e mestre em Biografia pela University of Buckingham

7 comentários em “When the Wind Blows (1986)

  • 16/01/2016 em 19:01
    Permalink

    preciso assistir aguem pode me dizer aonde eu posso assistir quero mtooo

    Resposta
  • 12/12/2013 em 22:00
    Permalink

    Preciso assistir! Fiquei muito curioso.

    Resposta
  • 12/12/2013 em 10:17
    Permalink

    Não conhecia essa animação e li sobre ela ontem (11/12/13) aqui no Boca e acabei de assistir realmente é muito boa os dois personagens são muito cativantes e o Jim que sempre tendo uma resposta para tudo com seu jeito humilde e sempre procurando ajudar com suas explicações o que está acontecendo com eles é de doer o coração e o final não poderia ser outro. Só mesmo aqui no Boca do Inferno para conhecermos esse tipo de filme vocês estão de parabéns.

    Resposta
  • 11/12/2013 em 07:16
    Permalink

    Achei na Amazon.
    Eu estava procurando por When the “WILD” wind blows, que é o nome da música do Iron Maiden, baseada nessa história, rsrsrsrs. Então os resultados não batiam.

    Resposta
  • 11/12/2013 em 07:11
    Permalink

    Onde encontro para assistir?
    Não encontrei nem DVD, nem em mais nenhum outro formato

    Resposta
  • 10/12/2013 em 19:37
    Permalink

    Segunda vez que leio sobre essa animação, nesta semana (o Adoro Cinema o citou numa lista de animações não-americanas). O trailer já é impressionante. Preciso assisti-lo.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP-Backgrounds Lite by InoPlugs Web Design and Juwelier Schönmann 1010 Wien