O Estripador de Nova York (1982)

New York Ripper (1982) (2)

O Estripador de Nova York
Original:Lo squartatore di New York
Ano:1982•País:Itália
Direção:Lucio Fulci
Roteiro:Lucio Fulci, Gianfranco Clerici, Gene Luotto, Vincenzo Mannino, Dardano Sacchetti
Produção:Fabrizio De Angelis
Elenco:Jack Hedley, Almanta Suska, Howard Ross, Andrea Occhipinti, Alexandra Delli Colli, Paolo Malco, Cinzia de Ponti, Cosimo Cinieri, Daniela Doria, Babette New, Zora Kerova, Antone Pagan, Josh Cruze

Pelo título, Lo Squartatore di New York ou New York Ripper (traduzido como Estripador de Nova York) obviamente conta a história de um assassino que trucida suas vítimas em plena Big Apple. Conforme as vítimas (mulheres) se acumulam ao longo do filme, um policial experiente (Jake Hedley) une forças a um pesquisador universitário, Dr. Paul Davis (Paolo Malco) na caçada ao serial killer com voz de Pato Donald. Ainda temos como personagens importantes, um gigolô mal-encarado e muito suspeito (Howard Ross), e um casal de namorados que parece ter algum segredo escondido (Almanta Keller e Andrea Occhipinti). Com o filme já fazendo parte da “fase gore” de Fulci, o que era esperado se cumpre quando vemos que não nos poupa nada em termos de violência gráfica, com direito a close direto em mamilo sendo cortado com lâmina (!).

New York Ripper (1982) (1)

Mas nem só de violência se sustenta o filme, e criando uma dinâmica que confere agilidade à trama, Fulci consegue prender o espectador, ao esconder o mistério sobre quem é o assassino até literalmente a sequência final, e mesmo que essa construção do suspense encontre na motivação do assassino um caráter irritantemente novelesco, os traços de um bom giallo estão todos lá: belas mulheres, ambientação urbana e violenta, investigação policial, assassino misterioso. Tudo isso, aliado a um retrato de Nova York nada romântico, mas sujo e decadente, fazem de Lo Squartatore uma pequena gema na carreira de Fulci, que na época do lançamento do filme recebeu críticas o acusando de misoginia, já que predominantemente no filme a violência é executada contra mulheres ou essas são renegadas a uma posição inferior na trama, algo que é característico não do cinema de Fulci, mas do gênero como um todo, sendo infelizmente raras as exceções.

New York Ripper (1982) (3)

Apesar ou em função desses aspectos, o filme incomoda, e como já comentado, são várias as cenas e planos que embrulham o estômago, provando que a maquiagem utilizada no filme, combinada ao clima de suspense e urgência impresso, ainda funcionam muito bem nos dias de hoje. Uma pérola que merece ser descoberta pelos cinéfilos mais jovens.

(Visited 964 times, 1 visits today)
Marcus Augusto Lamim

Marcus Augusto Lamim

Um seguidor fiel do cinema em todos seus formatos e gêneros, amante de rock e do gênero fantástico, roteirista amador e graduando em química.

2 comentários em “O Estripador de Nova York (1982)

  • 14/09/2014 em 16:48
    Permalink

    Eu gosto dos assassinatos mas não acho esse um dos melhores do mestre Fulci, mas é bem memorável por ser o último filme dele realmente de qualidade.

    Resposta
  • 06/08/2014 em 00:20
    Permalink

    Esse filme com certeza pra mim está nos altos de Fulci , é uma pérola que pouca gente conhece e que não é tão lembrada por fãs de Horror , infelizmente .
    Mais o ” The New York Ripper ( O Esquartejador de Nova York ) ” é EXCELENTE e é claro que merece nota 10 , quem for fã do Mestre Fulci que nem eu sou , concordará comigo sem dúvida .
    ” O Esquartejador de Nova York ” apesar de não ser o melhor ou o mais conhecido filme do ” Padrinho do Gore ” , mais talvez seja o mais marcante de todos os seus filmes porque quem assistir jamais vai esquecer .
    Um filme que afastará aos mais fracos de estômago , mais que conquistará os amantes de um bom suspense regado a gore , eu recomendo .
    ” O Esquartejador de Nova York ” em DVD está na minha coleção !

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *