The Toybox (2018)

0
(0)

The Toybox
Original:The Toybox
Ano:2018•País:EUA
Direção:Tom Nagel
Roteiro:Jeff Denton, Brian Nagel, Tom Nagel
Produção:Ronnie D. Lee, Jeff Miller, Brian Nagel, Tom Nagel
Elenco:Denise Richards, Mischa Barton, Jeff Denton, Brian Nagel, Greg Violand, Matt Mercer, Trevor Butcher, Katie Keene

Dentro de um gênero desgastado, com centenas de produções envolvendo casas assombradas, qualquer ideia que fuja ao convencional é atrativa. Desde o garoto assombrado, de Sobrenatural, o carro possuído de Stephen King (Christine) ou objetos amaldiçoados, são sempre válidas as tentativas de buscar um novo ambiente para despertar arrepios. Foi com essa boa expectativa que fui conferir ao terror The Toybox, de Tom Nagel, que traz como inovação uma RV, aqueles veículos recreativos popularizados como trailers, assombrada, além da presença das belíssimas Denise Richards e Mischa Barton. E as imagens divulgadas eram animadoras, principalmente porque iria se passar no deserto, remetendo à Quadrilha de Sádicos, de Wes Craven.

Mesmo com tantas possibilidades interessantes, as opções do roteiro de Jeff Denton foram as piores possíveis, resultando em um terror medíocre, patético, com efeitos ruins e atuações risíveis. Nada funciona, até mesmo as tentativas de estabelecer uma conexão com personagens tão mal desenvolvidos e chatos apenas despertam no público a vontade que eles sejam rapidamente eliminados para evitar possíveis continuações. Uma mancha na carreira de todos que participaram de um projeto que poderia ter sido deixado na mesa de algum produtor, sem investimento.

Abalada por uma tragédia que afastou todo mundo, uma família decide realizar um road trip como uma forma de resgatar a boa convivência de antes. O patriarca Charles (Greg Violand) compra um RV (de um fantasma, é preciso dizer) e leva no passeio seus filhos Jay (Brian Nagel) e Steve (Jeff Denton), sendo que este que veio acompanhado da esposa Jennifer (Denise Richards), da pequena Olivia (Malika Michelle), além de um cãozinho. A viagem segue sem preocupações até o momento em que resolvem ajudar dois irmãos com o veículo quebrado na estrada, Samantha (Mischa Barton) e Dave (Trevor Butcher), e o pai opta por levá-los a um ponto turístico. Assombrado, o veículo perde o controle e eles sofrem um acidente, ficando presos no meio do calor do deserto, sem qualquer possibilidade de pedir ajuda.

É aí nesse ponto que tudo acontece. Pesadelos, visões na TV, sangramento do veículo, uma fantasma, um homem esquisito, ferimentos graves, ideias idiotas e mortes estúpidas. Algumas são desenhadas com tanta antecedência que chega a incomodar o espectador: o pai que decide enfiar o braço no motor, enquanto a chave lentamente se move para ligá-lo; ou a menininha que resolve pular cordas, cedidas pelo fantasma, atrás do veículo, em uma sequência que dura quase dois minutos até a sua conclusão. Mas nada pior do que um momento que envolve o veículo perseguindo um personagem pelo deserto no último ato, muito mal dirigido.

Denise Richards, com o peso dos 47 anos, já não impressiona mais pela beleza, e o excesso de plástica, contribuíram para que seu rosto ficasse menos expressivo. Mischa Barton é bonita, mas sua personagem, Samantha, é tão desagradável que fica difícil torcer pela sua sobrevivência. Já os demais, muitos vindos do trash Palhaços Infernais – o diretor, o roteirista Jeff Miller, Brian Nagel, Jeff Denton, Violand, apenas cumprem suas funções, sem grandes destaques.

Assim, The Toybox deixa transparecer um potencial teórico que poderia trazer alguma diversão, mas que na prática não cumpriu o que prometia, comprometendo o resultado final. Sendo assim, fujam desse veículo maldito!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

(Visited 1.411 times, 1 visits today)

Marcelo Milici

Professor e crítico de cinema há vinte anos, fundou o site Boca do Inferno, uma das principais referências do gênero fantástico no Brasil. Foi colunista do site Omelete, articulista da revista Amazing e jurado dos festivais Cinefantasy, Espantomania, SP Terror e do sarau da Casa das Rosas. Possui publicações em diversas antologias como “Terra Morta”, Arquivos do Mal”, “Galáxias Ocultas”, “A Hora Morta” e “Insanidade”, além de composições poéticas no livro “A Sociedade dos Poetas Vivos”. É um dos autores da enciclopédia “Medo de Palhaço”, lançado pela editora Évora.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.