2:22 – Encontro Marcado (2017)

2:22 - Encontro Marcado
Original:2:22
Ano:2017•País:Austrália, EUA
Direção:Paul Currie
Roteiro:Todd Stein, Nathan Parker
Produção:Paul Currie, Bruce Davey, Jodi Matterson
Elenco:Michiel Huisman, Teresa Palmer, Sam Reid, John Waters, Kerry Armstrong, Richard Davies, Maeve Dermody, Remy Hii, Simone Kessell

Destino, coincidências e previsões são temas que se tornam fascinantes e reflexivos no cinema fantástico. Um personagem, envolto em um mistério de dados estatísticos e acontecimentos do passado, fica obcecado para tentar entender esse dom adquirido, enquanto busca explicações para os sinais que recebe. Ele é sempre cercado por descrentes, considerado louco e estranho, mesmo que as evidências para suas teorias sejam bastante fortes. Número 23 (2007) e Presságio (2009) enlouqueceram respectivamente Jim Carrey e Nicolas Cage na tentativa de entender as mensagens numéricas, os sonhos e as provas adquiridas. O mesmo acontece com Dylan Branson (Michiel Huisman, o escritor de A Maldição da Residência Hill), quando ele começa a perceber repetições diárias, quase como um loop temporal.

Como instrutor do tráfego aéreo de Nova York, ele precisa estar atento nos controles e pensar rápido para evitar desastres. Sua rotina, de acordar e ir de bicicleta até o trabalho, é abalada quando ele tem uma leve dormência, atrapalhado por imagens que mostram estrelas brilhantes e círculos luminosos, e quase permite que dois aviões se choquem no aeroporto, o que ocasiona seu afastamento temporário da função. Dentro de um desses voos está a lindíssima Sarah (Teresa Palmer, de Quando as Luzes se Apagam, 2016), alguém que ele irá conhecer durante um espetáculo de balé aéreo e perceberá algumas estranhas coincidências.

Além de tê-la salvado da morte, ambos têm a mesma idade e fazem aniversário no mesmo dia, 18 de abril, além de terem suas carreiras encerradas pelo destino: ela sonhava em ser dançarina; ele queria ser piloto. Trabalhando numa galeria de arte, ela está prestes a apresentar as obras de seu ex-namorado, Jonas (Sam Reid), que ainda não aceitou muito bem o término da relação. Dylan começa a perceber que muitas situações se repetem durante o dia, como abraços e encontros, buzinas e pequenos acidentes, sendo que o ápice envolve o horário das 2h22 (14h22), com o marco absoluto na estação de metrô, onde no passado acontecera a morte de três pessoas, exatamente no dia 18 de abril. Com a proximidade da data e coincidências perturbadoras, Dylan afoga seu romance mágico para tentar descobrir esse mistério, como se tudo estivesse prestes a se repetir e ele precisa estar disposto a evitar uma nova tragédia.

Com uma passagem discreta pelos cinemas brasileiros no dia 7 de setembro de 2017, 2:22 – Encontro Marcado poderia ter tido um destino melhor e se tornado um exemplar popular de uma fantasia amorosa bem interessante. Além de um bom elenco, com poucos personagens circulando nos mesmos cenários, pode-se classificar o trabalho de Paul Currie como uma comédia romântica, com discretos elementos de Ficção Científica. Em dado momento, na intenção de trazer mais profundidade ao casal protagonista, as coincidências de seus dias estranhos acabam sendo deixadas de lado. E ainda permite a reflexão: se o protagonista realmente fizesse isso, não teria com o que se preocupar, o que diminui a força como thriller – diferente do pesadelo que atormentou Cage e Carrey nas produções mencionadas acima. Dylan não trabalha com o inevitável, mas com a perspectiva de impedir uma nova coincidência temporal.

O enredo, desenvolvido por Todd Stein e Nathan Parker, é coincidentemente parecido com o longa espanhol  O Aviso (El Aviso, 2018), disponível na Netflix. Ambos envolvem a obsessão de um homem diante da possibilidade de repetição de um incidente trágico, sendo que o trabalho de Daniel Calparsoro, além de posterior, é mais profundo pela profissão do protagonista, atuando como um matemático desesperado pelas coincidências numéricas. A profissão de Dylan já envolve uma atenção maior pelo simbolismo de uma coincidência trágica: se houver distração no processo, o encontro entre os aviões é fatal. São duas propostas similares e divertidas, que valem a pena serem conhecidas.

2:22 – Encontro Marcado está sendo exibido na programação do canal Telecine. Procure pela obra antes que ela o encontre, em uma coincidência inevitável.

(Visited 325 times, 1 visits today)
Marcelo Milici

Marcelo Milici

Fundou o Boca do Inferno em 2001. Formado em Letras, fez sua monografia sobre o Horror Gótico na Literatura. É autor do livro "Medo de Palhaço", além de ter participado de várias antologias de horror!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP-Backgrounds Lite by InoPlugs Web Design and Juwelier Schönmann 1010 Wien