Hellboy: A Espada das Tempestades (2006)

Hellboy: A Espada das Tempestades
Original:Hellboy Animated: Sword of Storms
Ano:2006•País:EUA
Direção:Phil Weinstein, Tad Stones
Roteiro:Mike Mignola, Tad Stones, Matt Wayne
Produção:Sidney Clifton, Scott D. Greenberg
Elenco:Ron Perlman, Selma Blair, Doug Jones, Peri Gilpin, Dee Bradley Baker, Kim Mai Guest, Michael Hagiwara, Clyde Kusatsu,

Pouco depois do lançamento do primeiro filme, Hellboy, e ainda distante da pretensão de realizar a continuação, Hellboy II: O Exército Dourado, as produtoras Starz Media, Revolution Studios e Film Roman se uniram para desenvolver uma animação com o personagem. A ideia era realmente fazer sequências animadas com o herói demoníaco, mas foi exatamente o bom trato dado a essas continuações – principalmente por envolver na dublagem os próprios atores do primeiro filme, Ron Perlman, Selma Blair e Doug Jones (este fora dublado no longa original) – que despertaram o interesse de Guillermo del Toro de dirigir uma nova live action. Hellboy: A Espada das Tempestades teve a direção de Phil Weinstein e Tad Stones, a partir de um roteiro de Stones, Matt Wayne e supervisão do criador do personagem, Mike Mignola, e foi lançado em DVD em 2006, além de uma première no canal Cartoon Network.

A animação começa de maneira frenética: Liz Sherman (Blair) e Abe Sapien (Jones) estão investigando o interior de um templo Maia até despertarem uma legião de mortos-vivos e Hellboy (Perlman) surgir pelos ares, agarrado a um morcego gigante. Quando os problemas parecem ser graves, Liz utiliza seu poder de pirocinese para incendiar os zumbis e a criatura gigante. Enquanto retornam de helicóptero para a filial da B.P.R.D., o inimigo da vez começa a se desenvolver: o experiente em folclore japonês, o Professor Mitsuyasu Sakai, encontra um pergaminho maldito e narra a lenda dos irmãos demônios, Trovão e Relâmpago, que atormentaram o Japão até que o mestre Daimyo prometeu a eles que daria a filha como sacrifício. No entanto, a garota se apaixonou por um guerreiro samurai, que a escondeu numa casa na floresta, ao passo que enfrentou as entidades com o uso da Espada das Tempestades, uma katana mítica que os aprisionou em seu interior. Sem poder cumprir sua promessa aos demônios, Daimyo resolve mesmo assim sacrificar sua filha.

Ao terminar a leitura do pergaminho, o professor é possuído pelos espíritos das entidades, e planeja encontrar a espada mágica para libertá-los. Caso os demônios sejam libertados, eles trarão o Inferno na terra ao despertar dragões. Na investigação do ocorrido com o professor, Hellboy, a agente Kate Corrigan e o psíquico Russell Thorne encontram a tal Katana e o herói é transportado para uma outra dimensão, onde é alertado pelo espírito benéfico kitsune (Gwendoline Yeo) sobre a necessidade de ir sempre em direção ao oeste. Protegendo a espada, a jornada de Hellboy traz grandes desafios propostos pelo professor possuído, através de lendas japonesas como o anfíbio Kappa, as cabeças “voadoras” rokurokubi, a mulher-aranha Jorogumo e até o incômodo do fantasma da filha de Daimyo. Enquanto segue sua trilha repleta de inimigos, distante dali Abe e Liz estão tendo problemas com um dragão do mar, uma das criaturas terríveis que podem ser controladas pelo Trovão e pelo Relâmpago.

O mais interessante da animação é o vínculo com o que fora mostrado no primeiro filme. Parece realmente uma continuação direta, principalmente por manter nos personagens as mesmas características do elenco (as piadinhas e o modo mal humorado do protagonista), ainda que o desenho não apresente a mesma caracterização visual. Abe está com um formato diferente para a cabeça, e Hellboy é mais alto e ágil aqui. No entanto, é compreensível essas diferenças, uma vez que a animação pretende seguir os traços da graphic novel, e estabelecer uma relação com o filme.

Outro ponto que vale menção é a oportunidade do enredo de explorar ainda mais confrontos com criaturas fantásticas e cenas de ação. É claro que os recursos atuais já são capazes de apresentar na tela de cinema o improvável, mas é notável o esforço no dinamismo e na criatividade ao colocar o protagonista em movimentos acrobáticos que Ron Pealman jamais seria capaz de realizar sem a ajuda de efeitos especiais.

Hellboy: A Espada das Tempestades propõe uma maneira bem divertida de retomar o personagem ao seu melhor momento, quando o trato era mais do que especial nas mãos de del Toro e um elenco que valia a pena acompanhar. Em 2007, foi realizada uma nova produção animada, intitulada Hellboy: O Espírito de Fantasma, trazendo novamente a equipe fantástica para enfrentar inimigos poderosos.

(Visited 199 times, 1 visits today)
Marcelo Milici

Marcelo Milici

Fundou o Boca do Inferno em 2001. Formado em Letras, fez sua monografia sobre o Horror Gótico na Literatura. É autor do livro "Medo de Palhaço", além de ter participado de várias antologias de horror!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP-Backgrounds Lite by InoPlugs Web Design and Juwelier Schönmann 1010 Wien