Silentium (2021)

5
(3)
Silentium
Original:Silentium
Ano:2021•País:Brasil
Páginas:48• Autor:Mhorgana Alessandra, Marília Aguiar•Editora: Mhorgana Alessandra

Alguns nomes são tão famosos e icônicos que falam por si só. Mary Shelley, H.P. Lovecraft, Bram Stoker, Arthur Conan Doyle, Edgar Allan Poe, além de muitos outros, clássicos ou contemporâneos. O que todos esses autores citados têm em comum, além de obras inesquecíveis? Inúmeras mídias, sejam digitais ou físicas, cinematográficas ou da literatura, originais ou adaptações. Podemos citar milhares de artistas que tiveram algum ou alguns deles como inspiração, referência, influência. Todos têm seus méritos, mas aqui vamos falar de Poe, com seu jeito único de criar uma ambientação sombria e misteriosa por meio de palavras. Não é à toa que é conhecido, até os dias de hoje, como Mestre do Mistério. Melancolia e trevas rondam seus contos. Um toque de horror, um toque fantástico ou até mesmo um toque investigativo, a mente brilhante e a escrita incomparável de Edgar Allan Poe não conheciam limites.

Um nome que dispensa apresentações e conhecido por todas as gerações, e agora homenageado de forma belíssima na HQ nacional Silentium, da autora Mhorgana Alessandra e com arte de Marília Aguiar.

Em Silentium, foram adaptados os contos Silêncio e A Ilha da Fada, além do poema Eldorado.

A primeira história dá o nome a essa obra. Silêncio, publicado originalmente com o nome Siope, é um conto escrito em 1838.

Nele, somos espectadores do encontro entre homem e diabo, onde o diabo conta uma história que se passa às margens do rio Zaire, num local ermo e peculiar, o local que vive o silêncio. É um conto que possui diversas interpretações em suas entrelinhas, e a autora conseguiu passar todo o peso e clima propostos com maestria em sua adaptação.

O contraste de cores, ora um ambiente colorido e vívido, ora obscuro e em tons frios – que dá um ar gótico em certos momentos -, combinado com traços delicados e expressivos faz com que a leitura seja muito agradável e instigante. Melancolia, contemplação e horror estão muito bem retratados.

Já em A Ilha da Fada, Poe aposta em elementos mais místicos e fantásticos do que no mistério e/ou horror. Descreve uma paisagem de forma reflexiva, com romantismo e beleza.

O impacto de uma história para outra é visível. Enquanto o final de Silêncio é escuro e com expressões agonizantes, o começo de A Ilha da Fada mostra belas paisagens e personagem com traços leves, encantada e sonhadora. É uma linda representação do conto, que mostra toda a versatilidade do autor.

Em 1849 Edgar Allan Poe escreveu o poema Eldorado, época da corrida do ouro na Califórnia.  Acredita-se que o poema é uma crítica do autor ao evento e de coisas materiais, desdém esse já mostrada em outras obras do autor, que sempre buscou muito mais a plenitude de espírito.

Um cavaleiro sai em busca da utópica terra prometida de Eldorado até que, não encontrando-a, seu corpo e alma ficam cansados e começam a se esvair, e é nesse momento que o local, aparentemente inalcançável, parece ser possível para o nobre cavaleiro.

Novamente a arte de Marília Aguiar é ímpar, passando em imagens o que não é dito em palavras. O cansaço do cavaleiro, sua decepção, seus sentimentos são transmitidos por meio de cores melancólicas e muito bem acertadas, dando a impressão de ilusão.

Silentium é um primor, especialmente por homenagear contos e poema não tão famosos do autor (ao menos, não tanto quanto O Corvo, Assassinatos na Rua Morgue, O Gato Preto…), fazendo com que o público tenha conhecimento deles, caso ainda não conheçam, ou deleitem-se com uma agradável interpretação visual do que já é conhecido em palavras.

Nota-se todo o capricho e amor da autora dedicados nessas páginas, desde a embalagem, passando pela capa e folhas de alta qualidade e chegando nos mínimos detalhes da finalização, com uma arte cheia de magia e misticismo. É realmente um trabalho admirável que merece ser elogiado. Nossos artistas nacionais merecem ser reconhecidos, especialmente quando nos trazem obras tão impecáveis e emocionantes quanto essa.

O exemplar de Silentium pode ser adquirido direto na loja da autora Mhorgana Alessandra, clicando aqui.

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 3

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Louise Minski

Um experimento de Schrödinger entediado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.