Conheça a campanha de financiamento da Trilogia Gótica

0
(0)

Trilogia Gótica Volume 1: Maldições (2016)

Há três anos, o roteirista Matheus Monteiro começou a desenvolver a Trilogia Gótica, projeto inicialmente pensado como uma homenagem aos filmes clássicos de terror, mas que acabou crescendo mais que o planejado.

Agora, Monteiro busca pelo apoio de fãs do gênero através de uma campanha de financiamento coletivo para produzir o primeiro longa da trilogia, Maldições, descrito como um drama psicológico com suspense e terror.

Maldições é a primeira parte de Gótica, uma trilogia de filmes de drama psicológico e suspense/terror que narra uma jornada pelo lado sobrenatural do mundo e pelos recantos mais obscuros e melancólicos da alma humana. A primeira parte dessa trilogia narra o encontro de Seth e Daiane em uma situação nada comum. Ele, um rapaz solitário que caminha pelas ruas da cidade para ajudar aqueles que sofrem nas mãos do sobrenatural. Ela, uma garota possuída por um demônio logo depois que uma viagem com seus amigos acabou em tragédia. Depois de ajudá-la a se livrar da dominação do Mal, Seth se vê envolvido com Daiane em uma trama de vingança sobrenatural e maldições criadas pelas almas dos amigos da garota. Enquanto procuram enfrentar cada perigo oferecido pelos espíritos errantes, ambos acabam descobrindo semelhanças um no outro, ainda que estas talvez sejam mais dolorosas e sombrias do que o normal. Maldições se propõe em narrar uma história de medo, mas também de dor, traumas, amizade e reflexão sobre a vida e a morte.

Para acompanhar os passos do projeto, visite a página da Trilogia Gótica no Facebook. Para colaborar, acesse a página da campanha no Catarse.

https://www.youtube.com/watch?v=jq0Mc5fVt-U

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Silvana Perez

Escolheu alguns caminhos errados e acabou vindo parar na Boca do Inferno. Ainda fala de feminismos no Spill the Beans e de ciclismo no Beco da Bike.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.