Damien (2016) – 1ª Temporada

Damien (2016) – 1×08: Here Is Wisdom

Damien (2016) (2)

Damien - 1ª Temporada
Original:Damien
Ano:2016•País:EUA
Direção:Tim Andrew
Roteiro:Sarah Thorp
Produção:Glen Mazzara; Mark Kruger; John Ryan
Elenco:Bradley James; Tiffany Hines; Barbara Hershey; Megalyn Echikunwoke, Omid Abtahi, David Meunier, Robin Weigert, Sandrine Holt

O quarto episódio da primeira temporada de Damien marcou uma transformação positiva no nível de qualidade da série, quando o comparamos com os horrendos três primeiros episódios. Esse nível de qualidade alcançado se manteve nos episódios seguintes, tornando possível identificar um padrão, uma linha de acontecimentos recorrentes. Neste oitavo episódio, a fórmula se repete: Damien luta contra si mesmo; seus amigos descobrem verdades sobre a conspiração para trazer o Anticristo à tona; os seguidores e adores do diabo destroem uns aos outros, como hienas brigando por um pedaço de carcaça, nas sombras de um predador maior.

O conflito interno do personagem central ainda é, sem sombra de dúvida, o que a série tem de melhor a oferecer. Thorn começa a frequentar uma terapeuta, que parece não ser parte da conspiração e que o ajuda a valorizar seu lado mais humano. Apesar disso, em um momento de puro ódio após descobrir que um antigo colega de escola havia matado pessoas em seu nome, Damien suja as mãos pela primeira vez, espancando brutalmente este colega. Ao externalizar sua raiva, mas conseguir recuperar o controle antes de cometer um ato irrevogável – o assassinato, ele consegue enxergar sua humanidade e recuperar um pouco da esperança em si mesmo. É interessante observarmos que, apesar de ser o ponto mais interessante da série, esse dilema não chega nem perto de alcançar o potencial que existe no tema. Um homem lidando com a possibilidade de ser o Anticristo é grandioso e complexo e, provavelmente, só alcançaria seu potencial máximo nas mãos de um roteirista de altíssimo nível ou em alguma obra com mais liberdade criativa, sejam literatura ou quadrinhos, por exemplo.

Um problema recorrente de séries de televisão são os diferentes núcleos dramáticos. É quase impossível fazer uma temporada completamente centrada em um único personagem o tempo inteiro. É para isso que existem os personagens secundários e suas tramas que são, muitas vezes, de uma banalidade excruciante. Os núcleos dramáticos paralelos à história de Damien, apesar de diretamente interligados, variam de promissores a sofríveis, mas nenhum é realmente bom.

Damien (2016) (1)

O detetive Shay tornou-se um personagem estagnado. Ele não sabe se acredita em Damien ou não, mas continua mantendo uma relação de amor e ódio com uma espécie de antagonismo ocasional. Ele também é quem mais se deparou com o sobrenatural e o único que sobreviveu para contar história. Ele definitivamente merecia mais espaço de tela que Amani, o amiguinho de Damien. Enquanto Shay, mesmo estagnado, continua sendo o personagem secundário mais interessante, Amani é sem dúvidas o pior, tanto em atuação quanto o personagem em si. Pegando leve com o mesmo, é possível colocar Simone Baptiste no mesmo patamar de ruindade. Personagens fraquíssimos nas mãos de atores risíveis são uma das coisas que mais puxa Damien para o buraco.

O episódio acabou com outra cena de assassinato, não tão impactante quanto no episódio anterior, mas bastante sanguinolenta. Quem sabe ao final da temporada não apareça uma listinha com as melhores mortes?

(Visited 533 times, 1 visits today)
Daniel Rodriguez

Daniel Rodriguez

Belorizontino, professor de inglês, psicólogo de formação e fã do bizarro, do estranho, do surreal, do sanguinário e do monstruoso!

3 comentários em “Damien (2016) – 1ª Temporada

  • 21/06/2016 em 14:49
    Permalink

    Particularmente não gosto do terceiro filme, embora a atuação do Sam Neil seja boa. Não gosto desse filme, porque o modus operandi para destruir Damien, bem claro no primeiro e no segundo filme se desfaz : Eram necessárias TODAS as adagas, cravadas no corpo em posições específicas e com finalidades distintas. No terceiro filme, cada padre fica com uma adaga para tentar matar individualmente o Damien. Não cola. Além do mais, o final do filme é apressado e mal amarrado. Quem espera um grande conflito, de proporções bíblicas (como seria de se esperar, já que o personagem e os fatos se baseiam no livro do Apocalipse) se decepciona muito…

    Resposta
  • 08/06/2016 em 13:49
    Permalink

    Fiz esse comentário antes da série ser cancelada, mas já esperava que isso fosse acontecer, confesso que a série começou à me preocupar (e muito!) logo no episódio dois (tá bom, no 1 também), não encontrava carisma em nenhum dos personagens (o próprio Damien demorou um pouco mas depois ficou ok) no episódio 1.06 Temptress acho que deu medo em todos os fãs de tudo ir ladeira abaixo (eu!) para no final mostrar que foi um sonho (ufa!). É difícil analisar uma série com essa premissa sem comparar com o filme clássico ou até mesmo o livro, ainda mais com a série mostrando várias cenas e citações do filme, mas se ela passar à andar com as próprias pernas (e eu espero que comece) tem tudo para se tornar uma grande série, imaginem eles explorando a influência de Damien na Casa Branca, os contatos e o caminho ele já tem através da dupla Ann Rutledge e do John, creio que isso cedo ou tarde acabe acontecendo, vamos esperar e torcer para que agora que o Anticristo despertou a série e os personagens também despertem. O que não veremos isso acontecer.

    Resposta
  • 25/05/2016 em 19:41
    Permalink

    Fico triste com o fim da serie, acho que sou um dos poucos que realmente gostou da serie e que era fã dos filmes.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP-Backgrounds Lite by InoPlugs Web Design and Juwelier Schönmann 1010 Wien