Tarântulas a bordo! Pesadelo real em um voo!

0
(0)

tarântulas

Cobras e zumbis em aviões são assustadores? Para a ficção, talvez.

A canadense Catherine Moreau estava em um avião que partiu da República Dominicana para Montreal, no dia 18 de abril. Enquanto assistia a um filme pelo seu IPad, nas últimas três horas de viagem, ela sentiu algo roçar levemente a sua perna. Uma sensação ruim tomou conta, quando ela notou que aquilo que a incomodava subia por sua perna lentamente. Qual foi sua surpresa e horror ao descobrir que se tratava de uma tarântula…e ela não estava sozinha.

Dois espécimes estavam no voo, sendo que o que incomodou Moreau foi logo capturado pelo marido dela com um saco plástico, deixando todos em pânico sobre onde poderia estar o outro. A segunda tarântula só foi encontrada quando o avião pousou, mas o estrago já estava feito. Abalada emocionalmente pelo episódio, a canadense está pedindo um ressarcimento parcial para a companhia aérea Air Transat.

De acordo com um repórter da CBC News de Montreal em contato com o entomologista Étienne Normandin, da Universidade local, as tarântulas encontradas são da espécie Phormictopus cancerides, bastante comum de serem vistas na República Dominicana e no Haiti. E ainda acrescentou: “São agressivas, mas o veneno não é forte.

Independente da força do veneno ou até mesmo da agressividade, saber que você está em um voo com duas tarântulas passeando pelos assentos? É um pesadelo real e traumatizante que nem o cinema saberia transformar em realidade com tamanha capacidade de impressionar!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Marcelo Milici

Professor e crítico de cinema há vinte anos, fundou o site Boca do Inferno, uma das principais referências do gênero fantástico no Brasil. Foi colunista do site Omelete, articulista da revista Amazing e jurado dos festivais Cinefantasy, Espantomania, SP Terror e do sarau da Casa das Rosas. Possui publicações em diversas antologias como “Terra Morta”, Arquivos do Mal”, “Galáxias Ocultas”, “A Hora Morta” e “Insanidade”, além de composições poéticas no livro “A Sociedade dos Poetas Vivos”. É um dos autores da enciclopédia “Medo de Palhaço”, lançado pela editora Évora.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.