Snuff 102 (2007)

Snuff 102 (2007)

Snuff 102
Original:Snuff 102
Ano:2007•País:Argentina
Direção:Mariano Peralta
Roteiro:Mariano Peralta
Produção:Salvador Haidar
Elenco:Andrea Alfonso, Julián Alfonzo, Rodrigo Bianco, Nicolás Blanco, Lucas Delgado, Yamila Greco, Salvador Haidar, Silvia Paz, Eduardo Peralta

Vem da Argentina essa controversa produção semiamadora que trata da lenda mais infame da produção visual: o snuff. Um filme de gore extremo indicado para poucos estômagos.

O filme começa na melhor tradição do cinema sensacionalista setentista, alertando o público de que as mortes e torturas exibidas ao longo da projeção são reais. Depois temos textos explicativos sobre o que seria perversão e sobre o que seria snuff. Diz o texto do filme: “Snuff (definição): vídeo ilegal que registra a morte real de uma pessoa”, ao fundo do texto vemos um porco sendo morto, o que já pode correr boa parte do público. Corta e surge um homem que pergunta professoralmente: “Até que ponto você está disposto a assistir?”.

Snuff 102 (2007) (1)

Depois de algumas cenas reais de mutilações, devidamente roubadas da web, Chegamos finalmente a trama encenada: aqui uma repórter resolve investigar sobre snuff, o que a leva ao professor do começo do filme. Alternadamente acompanhamos também a trajetória de uma grávida junkie e de uma atriz pornô. Paralelamente temos cenas do que acabará sendo o destino das três mulheres, vítimas de um maníaco mascarado que as tortura diante de uma câmera. A narrativa fragmentada, com idas e vindas no tempo, deixa tudo embolado e um pouco confuso. Há também alternâncias no visual do filme: cenas em preto e branco com cores, imagens granuladas com imagens de qualidade de vhs ruim, e por aí vai.

Na sua parte final há uma reviravolta que pretende ser inesperada, quando na verdade é até previsível demais. E embora o niilismo impere em boa parte do filme, no seu ato final ele toma rumos de um thriller comum, com direito a um final mais convencional possível.

Snuff 102 (2007)

Se você espera aqui algo como um A Serbian Film ou Vida e Morte de uma Gangue pornô, você está enganado, embora contenha alguns discursos aqui e ali que tentem justificar o sadismo exibido, e alguns argumentos são realmente interessantes, como a frase da tagline: “Para que ser moral, se pode ser anônimo?”.

Snuff 102 em seu núcleo não se diferencia muito de outras produções mais “porraloucas”, típicas de filmakers insanos, como August Underground e Slaughtered Vomit Dolls, ou seja, um festival de torturas, misoginia e gore desenfreadas. O cardápio de barbaridades é variado: temos espancamento, estupro, um olho arrancado, mutilações, corpos desmembrados e até dentes quebradas com a ajuda de um formão, cena que me remeteu a uma sequência de um sonho no The Last House on the Left original.

Snuff 102 (2007) (3)

A filmagem quase caseira até se adequa ao tema, assim como a trilha eletrônica, mas a duração de mais de uma hora e quarenta se torna excessiva para este tipo de filme, O resultado é quase insuportável e interminável.

Primeiro longa do diretor Mariano Peralta, que pelo jeito adora temáticas pervertidas, só pelo título de alguns de seus curtas anteriores pode-se ter uma ideia: Orinal de Cristal, Killer top Models e Puta, Drogadicta, Torta, Chorra. Peralta faz jus ao seu sobrenome, desculpe não tem como evitar!

O filme teve problemas em festivais. Curiosamente ele foi lançado pela distribuidora norte-americana Video Massacre numa edição limitada em vhs e em dvd como programa duplo junto com o filme norte-americano de 1993 Savage Vengeance também conhecido como I Spit Your Grave 2 de Donald Farmer e estrelado pela Camille Keaton.

Snuff 102 é sórdido, incômodo, perturbador, cruel e de mau gosto. Não é um filme indicado para qualquer um, pelo contrário, ele se dirige para aquele público bem específico, acostumado com gore extremo, de sensibilidade peculiar. Se não for seu caso passe longe!

(Visited 900 times, 1 visits today)
Paulo Blob

Paulo Blob

Nascido em Cachoeirinha, editou o zine punk: Foco de Revolta e criou o Blog do Blob. É colunista do site O Café e do portal Gore Boulevard!

5 comentários em “Snuff 102 (2007)

  • 27/02/2018 em 17:16
    Permalink

    Só não é melhor por causa do rumo convencional que o filme toma no terço final.
    O que vem antes, é doentio como um filme como esse tem que ser!

    Resposta
  • 17/06/2014 em 09:40
    Permalink

    nunca vi,e a nota tbm não me animou muito.

    Resposta
  • 10/06/2014 em 23:00
    Permalink

    ” Absolutamente Perturbador e Cruel ” é a frase na frente de uma das capas de Snuff 102 , e que honra não só a frase mais o subgênero , imagine o que pode causar em uma pessoa qualquer que nunca viu algo assim ou até mesmo a fãs de Horror mais que não gostam de gore extremo , ” esse filme extremo não é recomendado pra qualquer um ” !
    Podem me dizer que sou louco mais foi feito pra mim o extremo ” Snuff 102 ” , a trilogia ” August Underground ” e ” Vomit Gore Trilogy ” são Foda e Graças a Deus esses 7 filmes extremos e muito mais que vocês odeiam e não conhecem fazem parte da minha enorme coleção doentia e insana .
    Aqui quem vos fala é o Lucas um Gorehound que tem prazer de assistir e ter esses filmes !

    Resposta
  • 10/06/2014 em 15:17
    Permalink

    Assisti ao “August…” e também ao ” Slaughtered…” e posso dizer que tenho estômago para isso. O primeiro achei mais artístico e interessante que o segundo, porém não me vejo assistindo 1h e 40 minutos deste que descreve, acredito que no formato de curta metragem tenha mais sentido este tipo de filme, mas do contrário, é uma aberração, uma chatice até, uma demência típica de quem não sabe se divertir.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP-Backgrounds Lite by InoPlugs Web Design and Juwelier Schönmann 1010 Wien