Schramm (1993)

Schramm (1993) (4)

Schramm
Original:Schramm
Ano:1993•País:Alemanha
Direção:Jörg Buttgereit
Roteiro:Jörg Buttgereit, Franz Rodenkirchen
Produção:Manfred O. Jelinski
Elenco:Florian Koerner von Gustorf, Monika M., Micha Brendel, Carolina Harnisch, Xaver Schwarzenberger, Gerd Horvath, Michael Brynntrup, Franz Rodenkirchen

“Hoje eu sou sujo, mas amanhã vou ser apenas sujeira”. – Carl-Panzram

Dirigido por Jörg Buttgereit (de Nekromantik, 1987) e estrelado por Florian Von Koerner Gustorf e Monika M., Schramm: Into the Mind of a Serial Killer conta a história dos últimos dias da vida do serial killer Lothar Schramm, conhecido como o “assassino do batom“.

A história é contada através de uma narrativa quebrada, como a mente deste homem. Vemos a sua vida diante de seus olhos em trechos de memória. Diferente de tantos outros filmes filmes de serial killer como Henry: Portrait of a Serial Killer, M, Citizen X, Tenderness of the Wolves e Marcus. por exemplo, o que realmente interessa na trama é Lothar Schramm, o homem. A partir de sua perspectiva nós não vemos as resoluções da polícia para tentar resolver o caso e, sim, as vítimas do assassino através de como ele as percebe, e a sua imaginação não tem limites quando o negócio é barbarizar seus semelhantes…

Schramm (1993) (1)

Numa cena um casal de evangélicos vai “visitá-lo” em seu dia fatídico. Ele casualmente os convida para um café. Ele retorna com as bebidas e num rápido movimento corta a garganta do homem e esmaga a cabeça da mulher a golpes de martelo. Ele então os coloca em posições sexuais e tira várias fotografias para o seu deleite. Uma outra cena típica dos filmes de Buttgereit (que consistem em cenas de sexo e violência extremos) é a de quando o assassino chama sua vizinha, uma prostituta, para jantar em sua casa. Ele droga seu conhaque e ela desmaia em seu sofá. Tendo certeza de que a prostituta (interpretada por Monika M.) está inofensiva ele remove cuidadosamente partes de sua roupa e então ele se masturba e tira fotos da mulher imóvel no sofá, enquanto a chama de vagabunda e de outros termos pejorativos.

Além das monstruosidades que podemos presenciar pela ótica do assassino também é possível vivenciarmos algumas de suas psicoses. Nos seus momentos de “descanso” Schramm sonha com um dentista removendo seus olhos, com sua perna sendo cortada e com uma medonha prexeca dentada. Quando desperta ele se envergonha de seus sonhos e decide se punir martelando pregos em seu prepúcio.(Holy Fuckin’ Jesus!!!)

Schramm (1993) (2)

Atenção para Spoilers no próximo parágrafo!!

É claro que, logo após isso, ele cai para sua morte. Ao se preparar para pintar as paredes sujas do sangue dos “crentes” o pobre psicopata escorrega de cima da escada e desaba no chão, onde um filete de sangue mostra que a queda foi um tanto séria. O filme termina com uma nota deprimente, mas poderosa, como um tiro final que bate com a força de uma marreta.

Fim dos Spoilers!

Tido por alguns como um filme imaturo e “metido a cult“, Schramm: Into the Mind of a Serial Killer, na minha humilde opinião, é um dos filmes mais bem trabalhados de Jörg Buttgereit por estar isento de algumas piadinhas que o diretor costuma depositar em seus trabalhos. Sua fotografia é exata e sua trama pode espantar aqueles que gostam de estórias mastigadas com começo, meio e fim.

Schramm (1993) (3)

Você até pode encontrá-lo para baixar na rede, mas o DVD original traz muitas novidades, fotos e um documentário de 35 minutos, “The Making of Schramm“, com uma quantidade muito boa de material sobre as filmagens. Há entrevistas em vídeo com o elenco no set, junto com uma boa dose de “behind-the-scenes“, que mostra como alguns dos efeitos especiais e de câmera foram realizados. Tudo isso é uma parte de companheirismo muito interessante para o espectador, especialmente após a conclusão deprimente do filme.

(Visited 2.098 times, 2 visits today)
Iam Godoy

Iam Godoy

Escritor, colunista, fotógrafo, libertino, subversivo e um porra-louca sem noção do perigo. Comanda desde 2013 o site Gore Boulevard, antro de clássicos e bagaceiras sangrentas.

Um comentário em “Schramm (1993)

  • 01/01/2016 em 15:25
    Permalink

    Mais um filme extremo do especialista na combinação de sexo e gore , banido na Finlândia e Singapura .
    Eu gosto deste filme pelo gore que há nele , tirando isso as vezes causa raiva e tédio , eu daria uma nota mais baixa que essa .
    ” Schramm ” faz parte da minha coleção !

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *