As Outras Pessoas (2020)

As Outras Pessoas
Original:The Other People
Ano:2020•País:UK
Autor:C.J. Tudor•Editora: Intrínseca

Após ser esnobada durante dez anos pelas editoras, C.J. Tudor enfim conseguiu publicar “O Homem de Giz”, seu livro de estreia. Que rapidamente virou um best seller.

Ficando em evidência e sendo muito elogiada, Tudor agora nos apresenta o arrebatador As Outras Pessoas.

Gabe está preso em um engarrafamento, tentando chegar a tempo para o jantar de família. Entediado, começa a reparar nos adesivos colados na caminhonete à sua frente e, de repente, uma garotinha loira aparece à janela. Uma garotinha loira muito parecida com a sua filha, que deveria estar em casa com a mãe.

O trânsito volta a fluir, e Gabe começa a perseguir o veículo, buzinando enlouquecidamente, mas perde o rastro. Ao ligar para casa, uma policial atende, e sua vida começa a desmoronar.

Três anos se passam desde o fatídico acontecimento. Não há mais buscas oficiais de sua filha, os cartazes de “procura-se” estão velhos e desbotados, todos vêem apenas alguém magro e abatido que mora em uma van. Mas Gabe não esqueceu de Izzy, sua filha, e muito menos acredita que ela esteja morta.

Paralelamente, somos apresentados a duas pessoas viajando exaustivamente pela estrada: Fran e uma criança que aparenta ser sua filha, Alice. A garotinha sofre de algo parecido com narcolepsia, mas com uma peculiaridade: isso parece acontecer somente quando ela passa na frente de espelhos.

Fran parece estar em constante fuga, sempre em alerta e preocupada com Alice, e com razão. Ao pararem para comer, Fran encontra Alice caída no banheiro, com o espelho rachado e uma pedrinha a poucos metros. Outra peculiaridade: Sempre que Alice acorda de seus episódios, aparece com uma pedrinha na mão ou proximidades.

Enquanto Gabe está na sua lanchonete de beira de estrada favorita, recebe uma mensagem. Um homem, conhecido apenas por Samaritano, vem ajudando Gabe nas buscas por Izzy todo esse tempo. E ele encontrou o veículo que nenhum policial encontrou, o veículo com adesivos na traseira, que levava a sua filha.

As tragédias parecem sempre acontecer com outras pessoas. Até o momento que você acaba fazendo parte delas.

A escrita de Tudor é carregada de suspense, sabendo criar uma atmosfera tensa. Com capítulos curtos e diretos, deixa o leitor ávido por saber o que acontecerá nos capítulos seguintes e como toda essa história vai se desenrolar. O medo e inquietação dos personagens é transmitido para o leitor, que se depara com um mistério muito maior do que apenas um desaparecimento.  Também possui um leve toque sobrenatural, que parece ser marca registrada da autora.

Apesar da tensão ser muito bem construída e todas as pontas do caso acabando por se encaixar, o final acaba pecando em alguns pontos. O sobrenatural, presente desde os primeiros capítulos, parece não se encaixar com o tom do restante da história, sendo até mesmo deixado de lado em vários momentos e só voltando a ser abordado, insatisfatoriamente, no final.

As Outras Pessoas é um ótimo thriller carregado de segredos, angústias e aflições que peca ao incluir, desnecessariamente, elementos sem explicação.

(Visited 353 times, 1 visits today)
Louise Minski

Louise Minski

Um experimento de Schrödinger entediado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *