O Buraco (2001)

5
(3)

O Buraco
Original:The Hole
Ano:2001•País:UK
Direção:Nick Hamm
Roteiro:Guy Burt, Ben Court, Caroline Ip
Produção:Jeremy Bolt, Lisa Bryer, Pippa Cross
Elenco:Thora Birch, Desmond Harrington, Daniel Brocklebank, Laurence Fox, Keira Knightley, Embeth Davidtz, Steven Waddington, Emma Griffiths Malin, Jemma Powell, Gemma Craven, Anastasia Hille, Kelly Hunter

Da mesma forma como aconteceu com o thriller de horror Alucinação, produzido em 2001 e somente lançado no Brasil em 13/09/02, outro filme similar também chegou atrasado em nossos cinemas. Trata-se de O Buraco (The Hole), produção inglesa dirigida por Nick Hamm e com elenco jovem tendo à frente a bela morena Thora Birch (de Beleza Americana), que entrou em cartaz na tela grande em 27 de setembro. O cartaz nacional traz como anúncio de marketing a frase “Eles pagaram para entrar… Agora rezam para sair.”, relacionando sua história com alguma experiência traumatizante para um grupo de jovens que literalmente entrou num “buraco” e enfrentou um terrível sentimento de claustrofobia. Por curiosidade e coincidência, em 1981 o cineasta Tobe Hooper (de Poltergeist) dirigiu também um filme de horror de adolescentes chamado Funhouse, e que no Brasil teve o título de Pague Para Entrar, Reze Para Sair, onde um psicopata atacava um grupo de jovens num parque de diversões.

O Buraco tem história baseada no livro After the Hole, de Guy Burts, escrito em 1993. Uma estudante de uma escola rica na Inglaterra, Liz Dunn (Thora Birch), é apaixonada por Mike Steel (Desmond Harrington), filho de um popular guitarrista de rock e um jovem muito assediado pelas garotas locais. Para tentar impressioná-lo ela aceita a sugestão de um amigo, Martin Taylor (Daniel Brocklebank), que na verdade tem também uma paixão não correspondida por ela. A ideia sugerida foi para eles fazerem uma festa particular juntamente com um outro casal de amigos, Geoff (Laurence Fox) e Frankie Smith (Keira Knightley), entrando numa espécie de depósito subterrâneo abandonado, num bosque próximo à escola. Lá os quatro jovens são trancados por Martin e procuram apenas diversão sozinhos por três dias, isolados do mundo, enquanto os outros estudantes partem para uma pesquisa de campo.

O problema começa a surgir quando o tempo passa e eles percebem que estão presos sem mantimentos e a brincadeira inicial transforma-se num terrível pesadelo num ambiente de sufocante claustrofobia com a deterioração crescente do relacionamento entre eles passando a lutarem por suas vidas. Uma psicóloga a serviço da polícia, Dra. Philippa Horwood (Embeth Davidtz, de 13 Fantasmas), se encarrega do caso quando Liz aparece suja e machucada após 18 dias sumida, e tenta decifrar em várias entrevistas o que aconteceu realmente com ela e os outros jovens desaparecidos. O Buraco é mais um filme de horror adolescente que se junta às dezenas de similares produzidos nos últimos anos, porém em vez de apenas investir em sustos fáceis, banais psicopatas assassinos e sangue gratuito, o filme procura explorar alguns elementos criativos como os medos, emoções e sentimentos primitivos que passam a ficar expostos quando um grupo de jovens enfrenta uma situação de extrema tensão. Ao ficarem presos num “buraco”, confinados num ambiente de claustrofobia, uma brincadeira acaba tomando rumos de selvageria instigando a loucura que existe oculta em cada pessoa.

Vale ressaltar que igualmente como na outra produção inglesa O Jogo dos Espíritos, o desfecho é diferente dos convencionais finais felizes e previsíveis que assolam os filmes comuns. As fitas de horror adolescente já foram largamente exploradas com suas temáticas óbvias desgastadas com os mesmos e velhos clichês de sempre, porém O Buraco é uma alternativa interessante que procurou investir num suspense psicológico sombrio e que pode garantir algum entretenimento para os apreciadores do estilo.

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 3

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Juvenatrix

Uma criatura da noite tão antiga quanto seu próprio poder sombrio. As palavras são suas servas e sua paixão pelo Horror é a sua motivação nesse Inferno Digital.

One thought on “O Buraco (2001)

  • 22/08/2021 em 00:41
    Permalink

    Nossa, eu adoro esse filme! Me marcou muito na primeira vez que assisti! Com certeza consegue fugir dos triviais filmes de terror adolescente dos anos 2000.

    Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.