Death Disco #1 (2020)

5
(3)
Death Disco #1
Original:Deathco #1
Ano:2020•País:Japão
Páginas:192• Autor:Atsushi Kaneko •Editora: DarkSide Books

Desde o lançamento de seu primeiro mangá sobre uma assassina com cabelo cor de rosa, Bambi, Atsushi Kaneko acabou se tornando um fenômeno. Tendo preferência por traços mais sombrios e histórias violentas, o mangaká acabou se tornando referência no meio underground e além. Seu trabalho mais recente, Death Disco – ou apenas Deathco – chega no Brasil por meio da editora DarkSide Books, e contará com 7 volumes cheios de sangue e loucuras.

Um famoso criminoso, Mikihiko San’nomiya, vira alvo da Guild, uma organização do submundo do crime que recruta e notifica assassinos – chamados de Reapers ou Ceifadores – para acabar com o alvo da vez, conhecido por “cabeça”. O reaper que eliminar a cabeça escolhida primeiro ganha uma recompensa em dinheiro.

Esses assassinos são cruéis e implacáveis, e agem de modo anônimo, sempre fantasiados quando em serviço. Vivem suas vidas normalmente como estudantes, trabalhadores, mães e pais, até o momento que chega a notificação de uma nova cabeça. Ninguém sabe exatamente o que é a Guild, quem está por trás, como surgiu ou como seus alvos são escolhidos, mas o dinheiro é o suficiente para não se importarem com isso.

A quantidade e variedade de reapers é impressionante. Líderes de torcida, máscaras bizarras, fantasias de coelhos carregando machados sangrentos e tudo mais que sua imaginação permitir, todos com duas coisas em comum: são absolutamente mortais e querem ser os primeiros a matar. É impossível escapar após entrar no radar da Guild. Quanto mais difícil o alvo, maior a recompensa e, consequentemente, maior a procura. Entretanto, há regras nessa matança desenfreada, e a chegada de uma macabra garota, chamada Deathko, desestabiliza o equilíbrio desse mundo de mercenários e mortes.

Absurdamente boa no que faz e utilizando dispositivos letais construídos por ela mesma a partir de bonecas, Deathko vive, come e respira a morte, sendo esse seu único propósito. Ágil, implacável e astuta quando em ação, sua aparência sombria e peculiar não é nada perto de sua personalidade e história misteriosas.

Neste primeiro volume tudo ainda é muito nebuloso e, ainda assim, insana e fascinante. Não há tempo para enrolações e introduções, a caça já começa logo nas primeiras páginas em um ritmo frenético e assim vamos desvendando, pouco a pouco, o panorama geral. A história é focada em Deathko, mas nada sabemos dela além de ser uma hábil assassina com sede de sangue que mora em um estranho castelo.

Os traços de Kaneko são uma mistura do tradicional mangá com quadrinhos europeus e norte-americanos, resultando em uma arte sinistramente interessante, focando na ação e ultraviolência com tons tenebrosos e melancólicos.

Nos próximos volumes devemos conhecer mais dessa estranha organização, do passado de Deathko e também ter mais vislumbres de outros reapers.

Quando o Deus da Morte dá a sentença, não adianta tentar escapar. Seus pupilos não descansarão até que a missão seja cumprida.

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 3

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Louise Minski

Um experimento de Schrödinger entediado.

One thought on “Death Disco #1 (2020)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.