The Blackwell Ghost (2017)

4.3
(7)

The Blackwell Ghost
Original:The Blackwell Ghost
Ano:2017•País:EUA
Direção:Turner Clay
Roteiro:Turner Clay
Produção:Turner Clay
Elenco:Turner Clay, Sonny Burnette, Terri Czapleski

Nas três últimas CCXP presenciais, fui convidado a palestrar sobre os filmes de terror da Warner Bros. em seu painel, contando com a presença de alguns ilustres convidados como o realizador das Pegadinhas do SBT e o humorista Léo Lins. Em uma das edições, alguém da plateia me perguntou se eu já havia visto algum fantasma, se tinha medo, em todos esses anos a frente do Boca do Inferno. Respondi o que costumo dizer quando questões assim vem à tona: simplesmente não acredito. E ainda completei a pergunta, com uma proposta, desafiando alguém ali a provar para mim que assombrações realmente existem. “Podem me convidar para suas casas malditas, assombradas…desde que tenha café e bolo para acompanhar.” A ideia do desafio é sempre interessante, e é basicamente o motor propulsor de muitas produções fantasmagóricas, e que conduzem os protagonistas desafiantes a experimentar fenômenos inexplicáveis. Um bom exemplo é o terror A Possessão do Mal (The Possession of Michael King, 2014), que promove uma experiência assustadora para um rapaz que não acredita em nada, nem religiões, nem qualquer manifestação sobrenatural. E há também o curioso The Blackwell Ghost.

Lançado em 2017, o filme é o pontapé para uma franquia que conta até o momento com CINCO FILMES! Era para ser um exemplar único, um média-metragem que faz uso do estilo found footage e dos falsos documentários para proporcionar sequências que partem de um Atividade Paranormal para uma aparição sinistra ao final, mudando os conceitos do protagonista. Contudo, Turner Clay se viu inspirado a se aprofundar no mistério que envolve manifestações na residência de um viúvo, e foi ampliando a sua própria mitologia na continuação com desdobramentos até improváveis. Assim, quando se imaginava que Atividade Paranormal era a única grandiosa franquia envolvendo o subgênero dos found footages, sem a mesma popularidade, The Blackwell Ghost veio para estabelecer sua marca.

No enredo, o diretor de filmes bagaceiras de zumbis Turner Clay resolve mudar o foco. Após ver o vídeo Screaming Hotel Guest no youtube – está disponível para quem quiser procurar -, ele resolveu produzir um documentário de investigação sobrenatural para descobrir se fantasmas realmente existem. Tentou contato com o John do hotel – o IMDB diz que foi interpretado pelo próprio Turner, embora o vídeo seja de 2012 -, mas não obteve sucesso, e, quando estava prestes a desistir do material produzido, recebeu um outro, de um tal de Greg, residente na Pennsylvania. Nele, uma câmera instalada na sala, conseguiu capturar o que parece ser uma entidade se movimentando, depois de apagar a luz do ambiente. Com a boa resposta do anfitrião, ele parte para o local com a esposa Terri em um avião particular, registrando o máximo possível para a criação de seu filme.

Greg conta aos dois sobre suas experiências sobrenaturais no local, enquanto apresenta os cômodos de sua casa. Sons estranhos, passos na escada de madeira, entre outros episódios, intrigam Turner a investigar a morada, aproveitando a ausência do dono durante um período. Dentre as que mais chamam a atenção, há o relato sobre o poço no porão, que serviu para uma sinistra senhora, Ruth Blackwell, guardar os corpos de crianças que ela mutilou em sua estada no local na década de 40. Com esse contexto, Turner faz o padrão Atividade Paranormal, espalhando câmeras por todos os cômodos para tentar captar qualquer situação fora do comum. E, claro, elas acontecem. Desde barulhos até o chacoalhar do lustre, portas e torneiras que se abrem sozinha…elas vão aumentando principalmente em seu último dia, com destaque para a bola que aparece justamente no porão.

Talvez os fãs de filmes mais movimentados, com inúmeras manifestações, e que resultam em episódios aterrorizantes, não o vejam com bons olhos. Pois o diferencial de The Blackwell Ghost é a narrativa curiosa, a atuação convincente do protagonista (ele parece estar mesmo com medo) e a edição muito bem realizada. Dificilmente, você irá abandonar o filme antes de sua conclusão, uma vez que estará realmente instigado a saber o que Turner irá descobrir, e ainda mais atento para ver até aonde caminha sua descrença. Com um final daqueles de deixar o espectador boquiaberto, o convite para ver o segundo é mais do que bem aceito. Não irá entrar para a lista dos found footages mais impactantes – o de Michael King é bem mais -, e nem irá mudar seus conceitos sobre a existência de fenômenos paranormais, porém tem um enredo interessante e uma aparição final de arrepiar.

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 4.3 / 5. Número de votos: 7

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Marcelo Milici

Professor e crítico de cinema há vinte anos, fundou o site Boca do Inferno, uma das principais referências do gênero fantástico no Brasil. Foi colunista do site Omelete, articulista da revista Amazing e jurado dos festivais Cinefantasy, Espantomania, SP Terror e do sarau da Casa das Rosas. Possui publicações em diversas antologias como “Terra Morta”, Arquivos do Mal”, “Galáxias Ocultas”, “A Hora Morta” e “Insanidade”, além de composições poéticas no livro “A Sociedade dos Poetas Vivos”. É um dos autores da enciclopédia “Medo de Palhaço”, lançado pela editora Évora.

5 thoughts on “The Blackwell Ghost (2017)

  • 18/08/2021 em 09:36
    Permalink

    Consegui encontrar apenas os três primeiros. Alguém sabe a forma de baixar/assistir os dois últimos?

    Resposta
    • 18/08/2021 em 10:10
      Permalink

      Como respondi ao Saulo, no grupo Acervo Scary no Facebook tem os cinco filmes legendados.

      É só colocar o título no campo de busca!

      Abs

      Resposta
  • 11/08/2021 em 03:40
    Permalink

    Gostei da parte do café e bolo… Kkkkk!!!

    Resposta
    • 13/08/2021 em 18:00
      Permalink

      Rapaz, não consegui achar as legendas para esse filme. Só achei o filme..e fiquei curioso para ver o final..rs.

      Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.