The Crawling Eye / The Trollenberg Terror (1958)

5
(2)

The Crawling Eye aka The Trollenberg Terror
Original:The Crawling Eye aka The Trollenberg Terror
Ano:1958•País:UK
Direção:Quentin Lawrence
Roteiro:Jimmy Sangster, Peter Key, Giles Cooper, George F. Kerr, Jack Cross
Produção:Robert S. Baker, Monty Berman
Elenco:Forrest Tucker, Laurence Payne, Jennifer Jayne, Janet Munro, Warren Mitchell, Frederick Schiller, Andrew Faulds, Derek Sydney

Produzido na década dourada do cinema fantástico bagaceiro, The Crawling Eye (também conhecido como “The Trollenberg Terror”), dirigido por Quentin Lawrence, é uma tranqueira inglesa de 1958 em preto e branco, com roteiro de Jimmy Sangster, colaborador do cultuado estúdio “Hammer”, a partir de história de Peter Key.

Em uma região turística nos alpes suíços, procurada por alpinistas para escalar a montanha gelada Trollenberg, uma misteriosa nuvem radioativa está sempre presente no local enquanto violentas mortes por decapitação assombram a montanha e o vilarejo próximo, prejudicando os negócios e aterrorizando os aldeões.

Na montanha funciona um observatório científico com acesso por teleférico, comandado pelo Professor Crevett (Warren Mitchell), com equipamentos tecnológicos financiados pelo governo e que estuda o fenômeno da nuvem. Ele chama seu amigo americano que trabalha na ONU, Alan Brooks (Forrest Tucker), para ajudá-lo na investigação. Tucker chega ao local trazendo duas irmãs que conheceu no trem. Elas são Sarah e Anne Pilgrim (Jennifer Jayne e Janet Munro, respectivamente), e a última possui habilidades de clarividência, uma capacidade de receber informações de outras mentes, sentindo-se perturbada em Trollenberg com algo misterioso acontecendo na região.

Uma vez hospedados no hotel de propriedade do Sr. Klein (Frederick Schiller), eles conhecem o jornalista investigativo Philip Truscott (Laurence Payne) e dois alpinistas, o geólogo Dewhurst (Stuart Saunders) e o experiente Brett (Andrew Faulds), que planejam escalar a montanha.

As coisas complicam bastante quando bizarros alienígenas que se escondem na nuvem decidem atacar o observatório e as casas do vilarejo. São criaturas rastejantes enormes formadas por um cérebro com um único olho e vários tentáculos, restando aos humanos se defenderem e encontrarem uma forma de combater a invasão alienígena.

The Crawling Eye aka The Trollenberg Terror é um daqueles filmes bagaceiros divertidos de ficção científica com elementos de horror da década de 1950 do século passado, com história exagerada no escapismo, explorando o tema de invasão alienígena hostil com monstros disformes controladores de mentes. A narrativa é arrastada ao especular a causa das mortes de alpinistas que perdem literalmente a cabeça e a estranha presença de uma nuvem radioativa sempre no mesmo lugar na montanha. Os monstros demoram bastante para aparecer, surgindo apenas no terceiro ato. Mas, é certamente a parte mais divertida com os efeitos práticos toscos das criaturas do espaço sideral de cérebros colossais e um olho central, além de retroprojeção e maquetes simulando o observatório na montanha sendo atacado pelos tentáculos das criaturas rastejantes, e os aviões militares descarregando suas bombas incendiárias.

O ator americano Forrest Tucker (1919 / 1986), que interpreta o herói que toma a frente no combate aos monstros do espaço, teve uma longa e variada carreira e participou de alguns filmes de horror e FC no mesmo período como O Monstro do Himalaia (The Abominable Snowman, 1957), da produtora inglesa “Hammer” e com o ícone Peter Cushing, e O Monstro Cósmico (The Strange World of Planet X, 1958).

Curiosamente, o filme é desmembrado de uma série de TV de 1956/57 com 6 episódios e que foi perdida. A ideia básica foi aproveitada, alguns atores foram trocados e o mesmo criador Quentin Lawrence fez então o filme em 1958. O cultuado cineasta John Carpenter, nome associado ao fantástico e diretor de Halloween (1978), filme que introduziu o psicopata mascarado Michael Myers na cultura pop, revelou que os alienígenas ocultos na neblina radioativa de The Crawling Eye influenciou seu filme A Bruma Assassina (The Fog, 1980). A banda americana de punk rock “Misfits” gravou a música “The Crawling Eye” em homenagem ao filme.

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 2

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Juvenatrix

Uma criatura da noite tão antiga quanto seu próprio poder sombrio. As palavras são suas servas e sua paixão pelo Horror é a sua motivação nesse Inferno Digital.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.