Altar of Giallo – Zombie Reign and They Need Flesh (2009)

Banda:Altar of Giallo
Ano:2009•País:Espanha
Álbum:Zombie Reign and They Need Flesh
Estilo:Grind/Gore
Selo:Rottenpyosis Records

O recado deixado pelos goregrinders do Altar of Giallo nesta horripilância sonora é alto e claro: “aproveitem seus últimos dias de vida na Terra porque o reino dos zumbis está próximo, e quando os mortos andarem em busca de carne fresca é porque o pesadelo final se tornou realidade”. Em uma nítida referência ao universo cinematográfico/literário de zumbis, o quarteto espanhol conseguiu recriar o clima aterrorizante das telas e das páginas, porém trocando as câmeras e as páginas pelos instrumentos musicais.

O álbum Zombie Reign and They Need Flesh é composto de duas músicas, (1) Zombie Reign e (2) They Need Flesh, o que explica claramente a inspiração para o título. Na verdade, essas duas faixas não são um álbum completo e, sim, a metade referente ao Altar of Giallo no split com o Brain Corrosion (goregrind de Taiwan). E como se trata de um split, o encarte do CD é dividido entre as duas bandas e a capa pode ser trocada de acordo com a preferência do colecionador.

Apesar de lançado em 2009, o som apresentado pelo Altar of Giallo nesse disco conseguiu reproduzir a sonoridade inconfundível do splatter/gore old school, incluindo o vocal característico que “fica no meio do caminho” entre o gutural e o rasgado, além das guitarras sujas com solos alavancados e o gravão marcante na equalização. Por isso, é inevitável a comparação de Zombie Reign and They Need Flesh com os clássicos Reek of Putrefaction (Carcass) e Horrified (Repulsion), dois precursores expressivos do splatter/gore mundial.

A primeira faixa, Zombie Reign, tem uma introdução apocalíptica tocada com guitarras agudas e distorcidas, como se fosse o prelúdio de um apocalipse zumbi, e na sequência, quebrando o clima agonizante de maneira abrupta, temos uma levada densa e pesada, porém sem muita variação. Se o começo fosse mais curto soaria mais empolgante, mas o trecho não fica enjoativo porque o refrão matador aparece às vezes na primeira metade dessa extensa faixa, que tem quase sete minutos de duração. Na segunda metade, a banda arrisca um mosh tímido e uma sequência blast, aumentando consideravelmente a velocidade nos minutos finais.

Diferente da faixa que abre o disco, They Need Flesh segue a linha “curta e grossa” das composições goregrind. Ela alterna passagens blasts violentas com um bate estaca sombrio e vocal low-tuned, selando uma sonoridade horripilante, digna de ser trilha sonora de um filme slasher sanguinário. Caminhando ao lado da brutalidade dos blasts, They Need Flesh apresenta também uma levada cadenciada e bem ritmada que implora por um mosh nervoso.

As letras das duas músicas se completam para contar uma pequena história de horror. Na primeira faixa, narrada em terceira pessoa, há o anúncio do reino zumbi que se aproxima para dar fim à vida humana, concebendo o inferno na Terra e dando início à contagem regressiva para os últimos dias da humanidade. Na segunda faixa, narrada em primeira pessoa por um interlocutor durante a invasão dos mortos vivos, temos a aceitação de que a raça humana não será nada mais que alimento de zumbis até o fim dos tempos.

No geral, Zombie Reign and They Need Flesh vale a pena ser escutado, principalmente para os fãs do gênero. Mesmo com apenas duas faixas e menos de dez minutos de duração, a obra maldita do Altar of Giallo alcança o patamar de um grande clássico da música horrorosa, perpetrando seu legado uma década depois de gravado.

(Visited 448 times, 1 visits today)
Juliano Jacob

Juliano Jacob

Marketeiro digital, mineiro da gema e viciado em xadrez. Fã de filmes e livros aterrorizantes, guitarrista/baterista amador, escreve sobre música macabra no Boca do Inferno.

2 comentários em “Altar of Giallo – Zombie Reign and They Need Flesh (2009)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP-Backgrounds Lite by InoPlugs Web Design and Juwelier Schönmann 1010 Wien