Entre Facas e Segredos (2019)

Entre Facas e Segredos
Original:Knives Out
Ano:2019•País:EUA
Direção:Rian Johnson
Roteiro:Rian Johnson
Produção:Ram Bergman, Rian Johnson
Elenco:Daniel Craig, Chris Evans, Ana de Armas, Jamie Lee Curtis, Michael Shannon, Don Johnson, Toni Collette, LaKeith Stanfield, Christopher Plummer, Katherine Langford, Jaeden Martell

Não é de hoje que Hollywood brinca com o famoso tema de quem é o assassino. A temática é inclusive bastante antiga vinda do mundo da literatura e também do teatro. No enredo, geralmente um grupo de personagens em uma casa acaba sendo surpreendido com o estranho assassinato de alguém que pertence ao grupo. O interesse da história é justamente acompanhar as investigações uma vez que praticamente todos os personagens são suspeitos.

Em 2017 o cinema resolveu revisitar este tipo de filme com uma nova adaptação de Assassinato no Expresso do Oriente, que teve direção de Kenneth Branagh, embora o resultado tenha sido irregular. No começo de 2019 foi a vez da dupla Jennifer Aniston e Adam Sandler investigar um misterioso assassinato no chato e entediante Mistério no Mediterrâneo.

Com dois filmes irregulares sobre o mesmo tema, as expectativas para o lançamento de Entre Facas e Segredos, também de 2019, não eram nada animadoras. Ao chegar aos cinemas, o filme, que teve direção de Rian Johnson, não apenas se mostrou como melhor do que os seus dois antecessores como também foi considerado por público e crítica como um dos melhores filmes do ano.

O começo da trama apresenta o rico patriarca de uma família, o escritor Harlan Thrombey (Christopher Plummer), que logo é encontrado morto na sua casa. A família trata o assunto como suicídio, até que o detetive Blanc (Daniel Craig) entra em cena com a missão de descobrir o que realmente aconteceu. Para o detetive, está claro que Thrombey não se matou e que existe um assassino entre os familiares dele. Mas quem e por qual motivo?

Apesar da fórmula batida, o roteiro, também escrito por Rian Johnson, é um primor ao mesclar personagens realmente interessantes e divertidos, situações inusitadas e reviravoltas inesperadas. Tudo acompanhado por um elenco de estrelas encabeçado pelos próprios Plummer e Craig, além de Toni Collette, Jamie Lee Curtis, Ana de Armas e Chris Evans. Destaque para a participação de Frank Oz em um filme no qual ele realmente aparece e não dubla a voz de algum outro personagem.

Todos os personagens possuem ótimos motivos para matarem Thrombey, o que torna o filme ainda mais prazeroso de ser acompanhado. Além disso, cada um com suas motivações ajudam a dar ritmo e manter o interesse no filme, algo que muitas vezes se perde em uma trama que não seja tão bem amarrada. Mistério no Mediterrâneo começa bem e se perde em uma trama chata e sem atrativo. Entre Facas e Segredos acontece justamente o contrário, uma vez que o começo do filme pode se mostrar como algo já visto tantas vezes, mas ao avançar da história se revela bastante interessante.

Além de sucesso de público e crítica, Entre Facas e Segredos vem colecionando prêmios e indicações por onde passa. Recentemente foi indicado nas categorias Melhor Filme Comédia ou Musical, Melhor Atriz, para Armas, e Melhor Ator, para Craig, no Globo de Ouro. Uma prova de que um tema batido pode ser bem revisitado desde que o roteiro e a direção consigam ir além do que é esperado.

(Visited 789 times, 9 visits today)
Filipe Falcão

Filipe Falcão

Jornalista formado e Doutor em Comunicação. Fã de filmes de terror, pesquisa academicamente o gênero desde 2006. Autor dos livros Fronteiras do Medo e A Aceleração do Medo e co-autor do livro Medo de Palhaço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP-Backgrounds Lite by InoPlugs Web Design and Juwelier Schönmann 1010 Wien