Fatal Frame: Maiden of Black Water ganha novo trailer e gameplay

0
(0)

Koei Tecmo liberou agora, dia 01 de Outubro, na sua conta americana no Youtube, vídeo contendo o gameplay de seu remaster de Fatal Frame: Maiden Of Black Water, com lançamento agendado para o dia 28 deste mês de Outubro nas plataformas: Nintendo Switch, PlayStation 5 e PlayStation 4, Xbox Series X|S e Xbox One além de PC no Windows via Steam.

Originalmente lançado em setembro de 2014 no Japão e para o resto do mundo em Outubro de 2015, trata-se da história de Yuri Kozukata que trabalha em uma loja de antiguidades e possui um intrigante dom de trazer pessoas do “mundo das sombras” ao tocar em objetos associados a estas. Tornando-a um tanto quanto reclusa ao convívio social, porém, ainda utiliza estes dons para ajudar outros que possam a pedir sua ajuda.

E foi exatamente isso que ocorreu quando Fuyuhi Himino, ao procurar ajuda de Hisoka Kurosawa – na mesma loja em que Yuri trabalhava – não estando essa mesma no local, Yuri se ofereceu para ajudar. E a jornada em busca de Haruka Momose (amiga de Fuyuhi), perdida na Montanha Hikami, se tornaria um desafio além do esperado, pois dizem as lendas que ao adentrar na floresta da Montanha Hikami na “Hora das Bruxas”/”Hora do Diabo”, a barreira entre o mundo das sombras e a nossa realidade se torna mais fina facilitando àqueles que desejam cometer suicídio uma passagem mais segura do que serem aprisionados como uma assombração presa entre os mundos – dado a natureza brutal do ato.

Não o suficiente a energia carregada do local, ainda há a presença da ameaçadora “Maiden of Black Water” (em tradução livre: A Donzela da Água Negra).

Fatal Frame é uma das gratas pérolas do gênero survivor horror que nutriram bem o público que começara a ficar ávido pela montanha russa narrativa gerada por games como Resident Evil, Silent Hill, Haunting Ground, The Suffering e tantos outros. Tendo como seu primeiro jogo o Fatal Frame (Zero no Japão, Project Zero na Europa), por volta do ano de 2001 na plataforma Playstation 2.

Orientado a narrativa de horror totalmente ambientado na cultura japonesa, o jogo se vale do que j-horror haveria de popularizar por volta dos anos 90, a figura dos Yūrei – que são os análogos aos fantasmas ocidentais que não conseguem prosseguir com a sua pós-vida por estarem atados à terra de alguma forma, seja uma paixão sem controle ou uma desejo de vingança latente.

E tem como principal mecânica o uso de uma câmera especial capaz de causar dano a fantasmas a serem fotografados por esta. Não há um confronto frenético no sentido de ação, mas uma tensão crescente de horror com possíveis alívios ao livrar-se destes através das fotografias tiradas. O que veio a calhar para o produtor e o diretor na época de seu lançamento no Wii U é aproveitar das possíveis interações dos mesmos através do gamepad neste console da Nintendo que tanto acompanha uma tela própria quanto captura bem os movimentos do jogador.

Para aqueles que efetuarem a pré-compra do jogo será possível resgatar “Camera Obscura Hat” e o “Witch’s Hat” e como incentivo extra para efetuar a compra antes de 11 de Novembro receberá ainda: a veste “Ryza” e a “Ryza Hat” para Yuri.

Confiram o trailer:

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Ed "Toy" Facundo

Cearense nascido e criado na capital, apaixonado pela ideia de dar vidas aos seus brinquedos ou resolver intrigantes configurações do lamento - talvez esteja em um copo de cerveja - e vocalista da banda de death/thrash metal Human Heritage. Veio à Newcastle (Upon Tyne) em busca daquilo que traumatizou Constantine e sobrando tempo para exercer sua profissão de desenvolvedor de jogos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.