Professor é suspenso da sala de aula por exibição de A Centopeia Humana 2

0
(0)

Centopeia Humana 2 (2011)

Lançado em 2011, após o sucesso do primeiro filme, Centopeia Humana 2 elevou os conceitos do primeiro a um nível absurdo ao centrar as ações um sádico assassino que viu o longa de Tom Six e quis fazer sua própria criatura. Filmado em preto e branco, não demorou para que o filme fosse banido no Reino Unido, na Austrália e Nova Zelândia, devido ao conteúdo perturbador e cenas gráficas de violência.

No entanto, parece que o filme tem algum aprendizado ou permite reflexões em sala de aula, pois um professor de Tennessee resolveu exibi-lo para sua classe. Depois da sessão na escola pública de Jackson Central-Merry, em Jackson, o professor acabou sendo suspenso do trabalho.

Ao tomar conhecimento de uma visualização do filme alegado, já se iniciou imediatamente uma investigação interna a respeito do conteúdo ilegal.“, anunciou a própria escola em nota no último final de semana. “A investigação está em processo. Assim que o incidente fora reportado, o professor foi imediatamente suspenso e permanecerá nessa condição durante toda a investigação.

Por outro lado, o cineasta Tom Six adorou a exposição gratuita. Em seu twitter, escreveu: “Devia ser obrigatório a exibição de Centopeia Humana 2 nas salas de aula“, ele tuitou, “Trata-se de um personagem que sofre bullying e o que ele faz por conta disso.

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

(Visited 657 times, 1 visits today)

Marcelo Milici

Professor e crítico de cinema há vinte anos, fundou o site Boca do Inferno, uma das principais referências do gênero fantástico no Brasil. Foi colunista do site Omelete, articulista da revista Amazing e jurado dos festivais Cinefantasy, Espantomania, SP Terror e do sarau da Casa das Rosas. Possui publicações em diversas antologias como “Terra Morta”, Arquivos do Mal”, “Galáxias Ocultas”, “A Hora Morta” e “Insanidade”, além de composições poéticas no livro “A Sociedade dos Poetas Vivos”. É um dos autores da enciclopédia “Medo de Palhaço”, lançado pela editora Évora.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.