O jogo virou: confira o trailer do remake japonês de CUBO

3.5
(4)

Em 1997, um thriller claustrofóbico, ambientado em salas repletas de armadilhas e mistério, em um quebra-cabeça de tensão e surpresas, trouxe notoriedade a Vincenzo Natali. A partir de então, continuações e imitações foram realizadas, e isso inclui o primeiro filme da franquia Jogos Mortais. Antes mesmo que Hollywood comece a traçar um reboot de Cubo, tão in voga atualmente, e um remake sob a produção da Lionsgate, eis que os japoneses deram um passo adiante (ou seria para trás?).

Depois de anos servindo como inspiração de refilmagens americanas (O Chamado, O Grito, Pulse…), os japoneses estão dando o troco com CUBO, comandado por Yasuhiko Shimizu e altamente inspirado no original canadense.

O remake seguirá um grupo de pessoas que acordam dentro de uma estrutura metálica gigante formada por pequenas salas cúbicas. Infelizmente, algumas dessas salas têm armadilhas, o que significa que vítimas desavisadas podem morrer se entrarem no cubo errado. A fim de sobreviver, o grupo de sobreviventes precisa trabalhar junto para achar uma passagem segura através dos cubos enquanto tentam descobrir por que eles foram escolhidos para fazer parte desse jogo.

E o filme já tem trailer e a previsão de estreia lá fora em 22 de outubro. Resta saber se os japoneses também farão o mesmo que os países que falam inglês ao construir versões piores que o original. Confira:

 

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 3.5 / 5. Número de votos: 4

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Marcelo Milici

Professor e crítico de cinema há vinte anos, fundou o site Boca do Inferno, uma das principais referências do gênero fantástico no Brasil. Foi colunista do site Omelete, articulista da revista Amazing e jurado dos festivais Cinefantasy, Espantomania, SP Terror e do sarau da Casa das Rosas. Possui publicações em diversas antologias como “Terra Morta”, Arquivos do Mal”, “Galáxias Ocultas”, “A Hora Morta” e “Insanidade”, além de composições poéticas no livro “A Sociedade dos Poetas Vivos”. É um dos autores da enciclopédia “Medo de Palhaço”, lançado pela editora Évora.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.