A Última Casa da Rua (2012)

A Última Casa da Rua (2012)
Mais um lugar-comum no gênero!
A Última Casa da Rua
Original:House at the End of the Street
Ano:2012•País:EUA, Canadá
Direção:Mark Tonderai
Roteiro:David Loucka, Jonathan Mostow
Produção:Peter Block, Hal Lieberman, Aaron Ryder
Elenco:Jennifer Lawrence, Max Thieriot, Elisabeth Shue, Gil Bellows, Eva Link, Nolan Gerard Funk, Allie MacDonald, Jordan Hayes, James Thomas, Hailee Sisera, Jonathan Higgins, Olivier Surprenant

É comum no gênero horror o uso de títulos que relacionam à casa ao seu posicionamento – The Last House on the Left, House by the Cemetery, House outside the Cemetery, House on Haunted Hill – ou alguma característica que pode torná-la assustadora – House of the Long Shadows, House That Dripped Blood, House That Mary Bought. Geralmente o resultado dessa criatividade na escolha do nome da produção acaba tendo relação com o seu conteúdo ou pelo menos serve de parâmetro na qualidade do que será visto. Não segue essa tendência o filme de Mark Tonderai (Hush, 2008), House at the End of the Street, cuja importância de sua localização sinistra se encerra já na primeira hora de produção, quando o infernauta mais atento já entenderá o que está acontecendo.

A Última Casa da Rua é baseado numa história criada por Jonathan Mostow (U-571 – A Batalha do Atlântico, 2000) em 2003, quando o próprio pretendia dirigir a partir de um roteiro que seria desenvolvido por Richard Kelly (Donnie Darko). No entanto, Jonathan acabou assumindo outras responsabilidades como a direção de O Exterminador do Futuro 3 – A Rebelião das Máquinas (2003) e Substitutos, 2009, passando o original para David Loucka (A Casa dos Sonhos, 2011) roteirizar. O produto dessa dança das cadeiras não é um filme ruim, mas pouco ousado numa trama cheia de clichês e morna, típica de um Supercine, sem aproveitar a força do elenco liderado pela recém-popular Jennifer Lawrence (Jogos Vorazes, 2012).

Ela interpreta Elissa, uma jovem que se muda para uma casa de campo com sua mãe Sarah (Elisabeth Shue, de Piranha, 2010), num local cujo preço do aluguel já justifica desconfianças. Ambas sabem que a morada fica próxima a uma velha casa, onde quatro anos antes ocorreu o assassinato de um casal pela filha Carrie Anne (Eva Link) – notaram o nome criativo da garota ao misturar duas produções clássicas do gênero? Nem mesmo o posicionamento dos cabelos, ao estilo terror oriental, poderia ser mais óbvio.

A Última Casa da Rua (2012) (2)

Não demora muito para que a garota descubra que o local não está abandonado como o corretor dissera, mas habita o filho mais velho da família, o sinistro e antissocial Ryan (Max Thieriot). A futura cantora, cujos playbacks da produção fariam a Madonna curtir no Facebook, até tenta se aproximar de outros jovens como Tyler (Deadgirl, 2008), porém é com o esquisito da última casa da rua que se cria um vínculo atrativo e perigoso. Ryan não consegue se relacionar com outras pessoas da região e mantém um segredo assustador no porão, alguém que não pode escapar dali de jeito algum pela segurança do bairro.

Com a revelação desse segredo já na primeira meia-hora, é fácil entender que há mais mistérios rondando a mata do que apenas uma árvore macabra que revela um rosto. Sim, há umas reviravoltas sem grandes surpresas no último ato, principalmente para os fãs calejados com produções como Natal Negro, Acampamento Sinistro e Psicose. E a falta de ousadia nas mortes e na conclusão para fins comerciais fazem do trabalho de Mark Tonderai apenas burocrático, pouco inspirado.

Como na maioria das produções do gênero, a polícia aqui também é incompetente. No comando do policial Weaver (Gil Bellows, O Assassino do Presidente e Floresta Negra), somente comprova a teoria de que eles nunca estão certos, seja na defesa de vilões ou na prisão de heróis nos filmes de terror. Pelo menos, não segue a linha engraçadinha como os do clássico The Last House on the Left (1972), com seus erros servindo para divertir o público e aliviá-lo das cenas mais pesadas.

Se não fosse o apelo comercial, graças aos rostos conhecidos do elenco, A Última Casa da Rua poderia ser lançado diretamente em DVD sem grandes problemas. Enquanto Jennifer Lawrence desfila sua meiguice nos cinemas com essa estreia badalada, outras produções como O Segredo da Cabana vão diretamente para as locadoras e lojas de DVD, fazendo mais uma vez questionarmos as preferências das distribuidoras.

(Visited 540 times, 1 visits today)
Marcelo Milici

Marcelo Milici

Fundou o Boca do Inferno em 2001. Formado em Letras, fez sua monografia sobre o Horror Gótico na Literatura. É autor do livro "Medo de Palhaço", além de ter participado de várias antologias de horror!

3 comentários em “A Última Casa da Rua (2012)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP-Backgrounds Lite by InoPlugs Web Design and Juwelier Schönmann 1010 Wien