Separados (2020)

5
(3)
Separados
Original:Severed
Ano:2020•País:EUA
Páginas:192• Autor:Scott Snyder, Scott Tuft, Attila Futaki•Editora: Darkside Books

Um dos maiores nomes dos quadrinhos atualmente, Scott Snyder é conhecido por trabalhar em diversos títulos de Monstro do Pântano e Batman, como A Corte das Corujas, The Batman Who Laughs, Dark Nights: Metal, entre outros. Em várias das obras que participou, percebe-se um toque sinistro, chegando até mesmo a flertar com o horror.  Portanto, não é nenhuma surpresa que ele seja o responsável pela criação de HQs como Wytches (publicado também pela DarkSide Books), The Wake e o fenômeno American Vampire, que contou com a participação do Mestre Stephen King em alguns números.

Aliado com o cineasta e roteirista Scott Tuft, que também trabalhou em Monstro do Pântano, e ao artista Attila Futaki, nasce a graphic novel Separados.

Tudo começa em 1916, quando os Estados Unidos estavam começando sua era progressiva, prestes a se tornar a maior potência mundial.

Jack Garron é um garoto de 12 anos apaixonado por música, que sonha em se apresentar e ser reconhecido pelo seu talento, tal qual seu pai biológico, que infelizmente não conhece. Ainda.

Determinado a mudar isso e após um ano de cartas trocadas com seu misterioso pai, decide partir para Chicago e procurá-lo, entrando clandestinamente no trem que leva à cidade. Sua jornada mal começa e o jovem já passa sérios apuros, sendo salvo por um grupo de garotos que o acompanham até o final da viagem. Um deles, Sam, acaba se mostrando um excelente amigo e aliado, virando seu confidente e parceiro inseparável na busca de Jack, que se mostra frustrada. Seu pai acabara de partir para o Mississipi.

Tudo vai muito bem, mas o que os garotos não sabem é que há um perigo muito maior do que assaltantes nas estradas, algo impiedoso, implacável e afiado, que se alimenta de sonhos e esperanças. E o que é mais cheio de sonhos e expectativas do que uma criança?

Um dia, a sorte parece sorrir para os garotos. Enquanto Jack toca nas ruas de Chicago em troca de dinheiro para continuar sua peregrinação, um excêntrico senhor, Alan Fisher, o aborda, cumprimentando-o pelo talento. Oferece comida e bebida para os garotos e, ainda mais valioso do que isso, oferece uma carona.

O que foi chamado de sorte está prestes a virar seu pior pesadelo.

O enredo de Separados é muito bem construído e trabalha com extremos. Envolvendo o leitor utilizando a inocência juvenil, mas com seus ares sombrios de mistério, instigando a curiosidade, até que, sem aviso, o mistério torna-se algo visceral e perturbador.

Snyder e Tuft não medem esforços para aflorar o medo pelo horror presente. Uma jornada aparentemente inocente e, quem sabe, até mesmo épica, vira em um piscar de olhos algo violento e brutal. Criar um monstro que se alimenta de pessoas com grandes sonhos e ambições deixa uma sensação propositalmente desconfortável, e a estrada é o lugar certo para encontrar novas vítimas. O roteiro intenso combinado com a arte de Futaki deixa tudo ainda mais grotesco. Definitivamente o artista não quis deixar o gore de fora, pois temos grandes quantidades de sangue e mutilações sem censura. As cores escuras utilizadas em momentos mais sombrios contrastam com o vermelho dos momentos violentos. Os dentes afiados ganham destaque e, graças ao brilhantismo do artista, chega a causar até mesmo repulsa.

Começo e final conversam entre si, deixando claro o quanto a parceria entre os dois roteiristas foi genial e necessária.

Separados deixa a lição de que seu passado sempre volta para te assombrar, mesmo que demore 40 anos.

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 3

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Louise Minski

Um experimento de Schrödinger entediado.

One thought on “Separados (2020)

  • 02/04/2021 em 02:13
    Permalink

    Nossa, parece muito bom! Parabéns pelo review mor, ficou muito bom! Agora além do quadrinho parecer muito bom, o que me deixou curioso é… seria Scott Snyder parente de Zack Snyder?

    Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.