Mia Goth tranquiliza os fãs: “O novo Suspiria não é um remake.”

0
(0)

Já se passaram três anos desde as primeiras notícias do novo Suspiria, projeto que está nas mãos do diretor Luca Guadagnino, que comandará Chloe Grace Moretz, Tilda Swinton, Dakota Johnson, Isabelle Fuhrman, Isabelle Huppert, Janet McTeer, Michael Nyqvist, Antje Traue, Mia Goth e Jessica Harper. Entre os protestos que acompanham a realização do filme estão os questionamentos sobre a necessidade de se fazer uma refilmagem, tendo em vista que o trabalho original de Dario Argento é considerado uma obra-prima. Para estes uma possibilidade agradável: o elenco está dizendo que não se trata de um remake!

Mia Goth tranquilizou os fãs. “Bom, o que eu posso dizer é que as pessoas irão se surpreender positivamente ao descobrir que ele não será um remake. É um aceno para Dario Argento e sua versão de Suspiria, mas que partiu para um caminho completamente diferente. Posso lhe dizer que Luca (Guadagnino) tem um olhar incrível, além de ter um extremo bom gosto, e sempre saber o que quer. Visualmente, o filme é incrível.

Pelas palavras da atriz, mostra-se exatamente o contrário. Se a sinopse é idêntica ao longa de 77, mas o diretor quis mostrar sua visão sobre o tema ainda assim se trata de uma refilmagem. Para não ser um remake, o diretor teria que fazer uma CONTINUAÇÃO do original, pois ainda que não tenha uma gravação cena a cena, continua com a mesma inspiração.

Suspiria acompanha uma bailarina americana que viaja para uma prestigiada companhia de ballet na Europa, apenas para descobrir que lá existe algo mais sinistro e sobrenatural. Ela fica cada vez mais aterrorizada depois de uma série de assassinatos começar a acontecer, e aos poucos desvenda a história sombria da academia.

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

(Visited 100 times, 1 visits today)

Marcelo Milici

Professor e crítico de cinema há vinte anos, fundou o site Boca do Inferno, uma das principais referências do gênero fantástico no Brasil. Foi colunista do site Omelete, articulista da revista Amazing e jurado dos festivais Cinefantasy, Espantomania, SP Terror e do sarau da Casa das Rosas. Possui publicações em diversas antologias como “Terra Morta”, Arquivos do Mal”, “Galáxias Ocultas”, “A Hora Morta” e “Insanidade”, além de composições poéticas no livro “A Sociedade dos Poetas Vivos”. É um dos autores da enciclopédia “Medo de Palhaço”, lançado pela editora Évora.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.