O Parasita (1982)

Parasita (1982) (2)

O Parasita
Original:Parasite
Ano:1982•País:EUA
Direção:Charles Band
Roteiro:Alan J. Adler, Michael Shoob, Frank Levering
Produção:Charles Band
Elenco:Robert Glaudini, Demi Moore, Luca Bercovici, James Davidson, Al Fann, Tom Villard Scott Thomson, Cherie Currie, Vivian Blaine, Freddy Moore

“O Primeiro Monstro Futurista em Três Dimensões”

Procure por um filme B de terror dos anos oitenta lançado em três dimensões, estrelado pela Demi Moore (sim, ela mesma) e chamado O Parasita (Parasite), e existe noventa e nove por cento de chance de você não encontrá-lo. Isso eu garanto, mesmo porque o filme, ao que eu saiba, não foi lançado no Brasil e nunca passou na televisão, mas eu tenho a minha cópia – legendada em português, ainda por cima. Como veio parar em minhas mãos, só Deus sabe… E nos Estados Unidos o filho da mãe já existe em DVD.

Somente no prestigiado site IMDB conseguiremos encontrar referências a essa obscura tranqueira gore completamente desconhecida por aqui – em outras fontes, nem pensar. O letreiro dos créditos é tão ilegível – escrito num verde semi-apagado pavoroso – que mesmo o ano de produção (que está lá, em numerais romanos) é impossível de decifrar, mas o filme é de 1982. Entretanto, existem algumas informações justamente na capinha da minha cópia, que na verdade é a capa original do filme na versão em VHS norte-americana. E também algumas partes dos créditos são legíveis. Por exemplo: mesmo sem utilizar o IMDB sabemos que a produção é da Embassy Pictures, do famoso picareta Charles Band, que aqui assina direção e produção.

Num futuro próximo, o cientista Paul Dean (Robert Glaudini) desenvolve um estranho parasita canibal mas o danado, num acidente, acaba entrando em seu próprio corpo, onde passa a crescer e a atormentar. Perseguido por um “mercador” (James Davidson), uma espécie de agente do governo, que quer o parasita por algum motivo, o cientista-hospedeiro passa a fugir de cidade em cidade, numa era caótica recém passada por uma guerra nuclear. Enquanto isso, ele tenta desesperadamente desenvolver algum tipo de remédio que seja capaz de destruir o monstro sem causar dano em si mesmo – para isso ele utiliza um outro parasita, um negócio nojento e cheio de dentes, semelhante a um verme, que é mantido dentro de um tubo de metal. Na odisseia, entretanto, ele terá de enfrentar outros tipos de problemas – como pessoas desconfiadas e antipáticas e uma gangue de marginais que quer lhe infernizar a vida. Mas também terá a sorte de encontrar a bela Patrícia Welles (Moore), que se dispõe a ajudá-lo em seus contratempos.

Parasita (1982) (1)

Numa mistura de ficção pós-holocausto e terror, O Parasita se revela, na verdade, um filmezinho B daqueles bem ruinzinhos, também tentando pegar uma carona em Alien, o Oitavo Passageiro – mas reserva seus bons momentos. Há, por exemplo, uma boa cena em que o parasita ataca uma velha decrépita, devorando-a de dentro para fora, num momento gore que quase chega a ser nauseabundo (mas os méritos são para a maquiagem da velha). A criatura, no entanto, aparece muito pouco e, quando o faz, o faz com uma rapidez e discrição digna dos trash mais ousados. Há uma discreta cena com seios de fora e é só.

E ninguém mais, ninguém menos que o hoje renomado Stan Winston (O Exterminador do Futuro, Parque dos Dinossauros) foi o responsável pelos efeitos especiais – e ele fez o melhor que pode com os cinco ou seis dólares que lhe reservaram para tal. A película inteira foi rodada praticamente num único ambiente – uma espécie de vilinha de beira de estrada – e não há nada em sua atmosfera indicando que a história se desenrola no futuro, exceto uma arma que solta raios verdes e um total desprezo ao dinheiro convencional como forma de pagamento: aqui eles utilizam apenas moedas e medalhões de prata (como os consegue, só deus sabe) e pequenos objetos pessoais, como relógios e anéis.

Mas o melhor de tudo mesmo nessa história é ver a estrela super badalada de um lixo como Ghost – Do Outro Lado da Vida pagando antecipadamente seus pecados em início de carreira num desempenho vergonhoso. Será que ela ainda se lembra como foi seu pontapé inicial no cinema? Garanto que ela está tentando esquecer…

(Visited 1.085 times, 1 visits today)
E R Corrêa

E R Corrêa

"No edifício do pensamento não encontrei nenhuma categoria na qual pousar a cabeça. Em contrapartida, que belo travesseiro é o Caos!" (Cioran)

9 comentários em “O Parasita (1982)

  • 29/09/2015 em 02:36
    Permalink

    Assisti esse filme no Cinema em Casa no início dos anos 90, em 1992 mais ou menos, eu era pré-adolescente e já era muito fã de filmes de horror. Depois que comecei a ler mais sobre filmes, comprar guias e revistas que fui conhecendo os atores e atrizes e suas filmografias, e então descobri que a Demi Moore estava nesse Parasita. E esse filme já foi lançado sim em VHS no Brasil, pela Nacional Vídeo, com o título original mesmo, “Parasite”. Eu tenho um guia de filmes da Nova Cultural do início da década de 90 que tem essa informação.
    Muito boa a matéria E. R.. Abraço a todos os cinéfilos aê.

    Resposta
    • 26/01/2020 em 17:28
      Permalink

      Nosso colega está equivocado eu também assisti esse filme nós anos 80 no SET antiga TVS quem lembra ?!!
      Eu era bem jovem mas me lembro muito bem .
      Eu estava doido para re-assistir esse filme

      Achei ele por coisidencia no popcorn time

      Resposta
  • 25/03/2015 em 22:52
    Permalink

    Alguém lembra de um filme ???que passou na mesma época no sbt. Tb pôs apocaliptico(ou no estilo tatooine de star war). Na qual havia a dança das três cobras(um cara com 3 bilaus).
    Kkkk quem lembra me avise . Pq esses ficam bem ralos na memória.

    Resposta
  • 25/03/2015 em 22:47
    Permalink

    Apesar de ser um grande Trash realmente passou algumas vezes no sbt. Não foi raro não, até porque o sbt repetia muito.

    Resposta
  • 24/03/2015 em 00:40
    Permalink

    gosto muito dos filmes dos charles band..trash total..

    Resposta
  • 17/03/2015 em 11:48
    Permalink

    Verdade, eu lembro de ter visto no Sbt. Mas olha, não reconhci a Demi.

    Resposta
  • 17/03/2015 em 00:10
    Permalink

    Meu caro, também me lembro do filme no SBT, em especial acho que é nessa foto aí do parasita, a Demi Moore adormece e quando acorda o bicho se “acolchegou” debaixo do cobertor e do lado da sua perna, mandando uma dentadinha…

    Resposta
  • 15/03/2015 em 16:29
    Permalink

    Ô E.R., esse filme já passou no saudoso Cinema em Casa do SBT na primeira metade dos anos 90. Eu me lembro de tê-lo assistido à tarde, especialmente da cena em que o parasitão cai do teto na cara de alguém…

    Resposta
    • 17/03/2015 em 11:49
      Permalink

      Verdade. E não esqueço ele no sofá e entra pela perna do cara.

      Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *