Olhos Famintos 2 (2003)

Olhos Famintos 2 (2003) (4)

Olhos Famintos 2
Original:Jeepers Creepers II
Ano:2003•País:EUA
Direção:Victor Salva
Roteiro:Victor Salva
Produção:Tom Luse
Elenco:Jonathan Breck, Ray Wise, Nicki Aycox, Garikayi Mutambirwa, Eric Nenninger, Travis Schiffner, Lena Cardwell, Billy Aaron Brown, Marieh Delfino, Diane Delano, Thom Gossom Jr., Tom Tarantini, Justin Long

Uma criatura alada que sai para caçar durante 23 dias a cada 23 primaveras. Um monstro que não caça aleatoriamente e sim farejando suas vítimas através de um odor exalado pelas mesmas em situações de perigo. Uma vez que fareje sua presa, não descansará até que a tenha entre os dentes. Esta criatura foi apresentada ao mundo no filme Olhos Famintos (Jeepers Creepers), lançado em 2001. A produção escrita e dirigida por Victor Salva e produzida por Francis Ford Coppola, apesar de irregular fez relativo sucesso.

O primeiro filme conta a história de um casal de irmãos (Justin Long e Gina Phillips) que está viajando por uma estrada deserta dos Estados Unidos. No meio do caminho, eles passam por uma igreja abandonada quando testemunham algo assustador. Eles vêm, de dentro do carro, um homem de preto retirando o que parece ser um corpo enrolado em um lençol ensanguentado e jogando-o dentro de um grande cano. A partir de então, os irmãos começam a serem caçados por um ser que parece ter surgido de dentro do próprio inferno. Com um clima mórbido, uma história que fugia do obvio e um final diferente do que se vê no gênero, Olhos Famintos fez sucesso suficiente para que uma continuação fosse produzida.

Olhos Famintos 2 (2003) (1)

Olhos Famintos 2 (Jeepers Creepers 2), escrito e dirigido pelo Victor Salva do original, acontece dez dias após a primeira parte, para ser mais exato, entre os dias 22 e 23 do calendário da criatura. O início do filme é muito bem realizado. Em uma plantação de milho, a criatura, interpretada novamente por Jonathan Breck, se disfarça de espantalho para pegar uma de suas vítimas. Trata-se de um dos melhores momentos do filme. Após uma caçada bem sucedida, a ação é transportada para a estrada, onde encontramos um ônibus escolar repleto de jovens.

Não demora muito para o pneu do ônibus furar, ou melhor, ser estourado por um artefato jogado pela criatura. Celulares não funcionam e desta forma ninguém consegue pedir ajuda. Depois de alguns minutos de conversas sem importância, o grupo resolve voltar para o interior do veiculo e tentar continuar a viagem com apenas cinco pneus. Ao anoitecer, um outro artefato jogado estoura outro pneu do coletivo. A partir de então, a motorista e os treinadores começam a desconfiar de que algo estranho esta acontecendo. O objeto que furou ambos os pneus são feitos de um material semelhante a um osso, um deles com um dente no centro.

Olhos Famintos 2 (2003) (2)

Isolados e sem terem para onde fugir, o grupo se torna presa fácil. Os adultos são os primeiros a serem levados pela criatura. Rápido como uma flecha, as pessoas parecem simplesmente desaparecer no nada quando são atacadas pelo monstro. Todos os estudantes ficam sem entender o que esta acontecendo até o momento em que testemunham o treinador ser agarrado por um par de patas sinistras e ser levado pelo bicho.

O grande mérito deste filme acontece nesta ideia de mostrar cerca de 20 jovens dentro de um ônibus quebrado no meio do nada durante a noite e sem ter como pedir ajuda. Todos sabem que um monstro assassino esta do lado de fora matando quem sair. No entanto, ficar dentro do ônibus também não é seguro. Trata-se de uma das cenas mais tensas onde a criatura aparece rondando o veiculo. Em alguns momentos vemos apenas a sombra dele por entre as janelas.

Olhos Famintos 2 (2003) (3)

Mas como nada é perfeito, é também neste momento que acontece um dos maiores furos do filme. Uma das líderes de torcida desmaia e tem um sonho, onde encontra uma das vítimas do primeiro filme que explica para ela tudo sobre a criatura. A garota então acorda expert no mostro. Tudo bem que estamos falando de um filme de terror onde a lógica muitas vezes não faz parte da narrativa, mas esta situação é absurda. Quando ela esta explicando o sonho que teve com o garoto morto, um dos seus colegas fala. “Até hoje de manha você era bailarina e agora você virou vidente?“. Essa ninguém engoliu e o filme poderia ter passado sem ela. Seria inclusive mais interessante mostrar os jovens fugindo de algo que eles nem conseguiam imaginar o que era.

Apesar do bom ritmo, do clima claustrofóbico presente nas sequências do ônibus e das mortes bem realizadas, existe um fator no primeiro filme que o faz levemente superior a continuação. O clima mórbido e macabro. As sequências da estrada do original eram bem mais assustadoras, além de outros momentos como a casa de uma velha louca que mora com vários gatos ou a sequência final na delegacia sem luzes. Mais mórbido impossível. O fato de no primeiro filme ter sido apenas duas pessoas perseguidas pelo monstro também aumentou o clima de tensão. Nesta segunda parte, é muita gente morrendo e correndo e gritando ao mesmo tempo. Neste episódio, a criatura também aparece muito mais que o original o que acaba expondo demais o vilão. Entretanto, o visual da criatura permanece o mesmo. Todo de preto, com chapéu, e um par de asas semelhantes a um morcego. Não tem quem não se assuste ao encontrar um bicho deste.

Olhos Famintos 2 (2003) (5)

Apesar de algumas situações forcadas, como um acidente de carro no final do filme onde um jovem sobrevive apenas porquê estava no roteiro que ele iria sobreviver, o filme deve agradar aos amantes do gênero. Esqueça a falta de lógica de algumas cenas e procure se divertir. Talvez você fique com algumas dúvidas com determinada cena, mas elas não atrapalharão o interesse pela fita. O final deste filme também é previsível, mais um ponto para o original. E falando em final, o de Olhos Famintos 2 já deixa um gancho para uma terceira parte.

(Visited 2.961 times, 1 visits today)
Filipe Falcão

Filipe Falcão

Jornalista formado e Doutor em Comunicação. Fã de filmes de terror, pesquisa academicamente o gênero desde 2006. Autor dos livros Fronteiras do Medo e A Aceleração do Medo e co-autor do livro Medo de Palhaço.

2 comentários em “Olhos Famintos 2 (2003)

  • 12/05/2018 em 22:02
    Permalink

    Inferior ao primeiro mas nem mesmo apresentando um trabalho tão fraco nada nos prepararia para o fiasco do terceiro filme.

    Resposta
  • 25/05/2015 em 09:51
    Permalink

    Muito bem boca do inferno gosto
    deste blog, saõ otimas publicaçoes
    O filme olhos famintos 2 , e legal
    cheio de suspence.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP-Backgrounds Lite by InoPlugs Web Design and Juwelier Schönmann 1010 Wien