Hellboy: O Espírito de Fantasma (2007)

Hellboy: O Espírito de Fantasma
Original:Hellboy Animated: Blood and Iron
Ano:2007•País:EUA
Direção:Victor Cook, Tad Stones
Roteiro:Mike Mignola, Tad Stones, Kevin Hopps
Produção:Guillermo del Toro
Elenco:Ron Perlman, Selma Blair, John Hurt, Doug Jones, Peri Gilpin, J. Grant Albrecht, Jim Cummings, Grey Griffin, Rob Paulsen, DeeDee Rescher

Havia espaço para mais um Hellboy animado antes da continuação live action do filme, sob o comando de Guillermo del Toro. Mesmo para a TV e ainda que os traços sejam mais próximos da graphic novel do que do rosto dos atores, Hellboy: A Espada das Tempestades foi bem recebido nas exibições na TV a cabo e na compra dos DVDs para motivar a produção de uma nova aventura. Assim, em 2007, o elenco já conhecido, liderado por Ron Perlman, estaria nos estúdios para dublar seus personagens, numa história muito mais interessante para os fãs de horror do que a primeira, mítica e exagerada.

Se no primeiro, Hellboy tinha que proteger uma espada poderosa, almejada por uma entidade para domínio de todas as forças, aqui tudo segue a cartilha de uma aventura Scooby Doo, com a gangue da B.P.R.D. tentando desvendar os mistérios de uma mansão assombrada, tendo problemas com vampiros, fantasmas, harpias, lobisomem e até uma deusa metálica. As ações começam com Hellboy enfrentando nos esgotos um gigantesco touro de ferro, com a ajuda de Abe Sapien (Doug Jones), enquanto é observado por uma vampira.

Um flashback, de 1939, traz um jovem Professor Trevor ‘Broom’ Bruttenholm (John Hurt), primeira aparição animada do personagem, às voltas de um casarão amaldiçoado pela famosa Condessa Erzebet Ondrushko (Kath Soucie), conhecida historicamente por ter se banhado em sangue de jovens para manter a beleza jovem – o que inspirou a criação original dos vampiros -, que teria vendido a alma para a deusa Hecate, rainha das bruxas, pela vida eterna, e sequestrado uma moça do vilarejo, Anna (Grey Griffin). O Professor Broom está acompanhado do marido dela e o padre Lupescu (James Arnold Taylor), num tríade que relembra o encontro de Van Helsing com Lucy, na clássica obra de Bram Stoker. Aproveitando os raios solares, o professor consegue liquidá-la, embora suas cinzas ainda remanesçam numa tumba metálica.

Nos dias atuais, ao saber que a mansão está sendo adquirida pelo milionário Oliver Trumbolt (J. Grant Albrecht), amigo do senador que financia a B.P.R.D., e que o local estaria assombrado, o Professor Broom convence sua trupe a ir investigar o ambiente maldito. Além de Hellboy e Abe, vão também a incendiária Liz Sherman (Selma Blair) e o novato agente Sydney Leach (Rob Paulsen), especialista em detectar metais. Oliver pretende limpar a morada para fins de transformá-la em um museu com itens de tortura e outras curiosidades pertencentes a Erzebet, e demonstra estar disposto a ajudar a equipe.

Logo, centenas de fantasmas rondarão o lugar, incomodando principalmente o professor, concomitante às maquinações de duas velhas bruxas num ritual para despertar a vampira, resgatando também Hecate. Os heróis dividem-se em cenários e responsabilidades, combatendo os monstros em sequências dinâmicas, graças ao trabalho do departamento de animação e à direção da dupla Victor Cook e Tad Stones. Outro aspecto que merece destaque é o roteiro de Kevin Hopps, inspirado num argumento de Mike Mignola e Tad Stones, e que permitiu que os personagens mantivessem as características de seus dubladores, facilitando a identificação dos fãs da produção de Guillermo del Toro. Em dado momento, num exemplo de diálogo que mantém a essência do personagem, a equipe se apresenta ao novato da seguinte forma:

Liz Sherman: Me chame de Liz.
Abe Sapien: Me chama de Abe.
Hellboy: Me chame… somente se você realmente precisar de mim.

Com boas referências e um enredo mais interessante, Hellboy: O Espírito de Fantasma é uma ótima oportunidade de rever o herói vermelho, antes do filme que desanimaria o estúdio e realizadores na produção de novas continuações. Depois só restaria aos fãs lembrarem com carinho do personagem, através de todas essas animações e jogos, até o lançamento do terrível reboot, que pode ter enterrado de vez Hellboy no terreno das possibilidades de vê-lo novamente em cena.

(Visited 455 times, 1 visits today)
Marcelo Milici

Marcelo Milici

Fundou o Boca do Inferno em 2001. Formado em Letras, fez sua monografia sobre o Horror Gótico na Literatura. É autor do livro "Medo de Palhaço", além de ter participado de várias antologias de horror!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP-Backgrounds Lite by InoPlugs Web Design and Juwelier Schönmann 1010 Wien