Detalhes que você provavelmente não percebeu no trailer de PÂNICO

4.2
(5)

“Olá, Sidney! É uma honra”.

O toque de um telefone, antes mesmo da primeira cena, é a indicação de que se trata do trailer do aguardado quinto filme da franquia Pânico. Era algo que os fãs de Ghostface, de slashers e produções com assassinos mascarados estavam esperando faz muito tempo. E esta primeira prévia não decepcionou ao mostrar Sidney Prescott (Neve Campbell) disposta a enfrentar seu passado. Sim, nós teremos a principal survival girl do cinema de horror contemporâneo ao lado de Dewey Riley (David Arquette) e Gale Weathers (Courteney Cox).

A descoberta  na primeira cena de que não se trata da pessoa que você está esperando também segue os moldes dos filmes anteriores. Tara (Jenna Ortega, de Babá, a Rainha da Morte, 2020) é a primeira a ouvir a voz tradicional do assassino (Roger L. Jackson) já propondo um jogo, tal qual Billy Loomis e Stu. A sequência de abertura poderia sugerir que teremos mais de um assassino, mas a faca manchada de sangue devido ao primeiro corte na barriga da garota mostra que se trata da mesma pessoa.

Não se sabe se Tara será a primeira a morrer, pois na cena seguinte Dewey aparece telefonando para Sidney para anunciar: “Está acontecendo novamente. Três ataques até agora.” TRÊS! Ao questionar se ela tem uma arma, vem a quote de destaque do vídeo: “Sou a Sidney Prescott, claro que tenho.” E ele, então, desperta a atenção do espectador ao dizer a ela que desta vez “está um pouco diferente.” A diferença será sentida inicialmente na condução. Não há um Wes Craven satírico no comando, mas a dupla Matt Bettinelli-Olpin e Tyler Gillett, responsáveis pelo divertido Casamento Sangrento. O trailer não permite saber se teremos um tom de referências ao gênero, além do sobrenome das personagens, ou uma produção mais séria.

Neve Campbell (“Sidney Prescott”), e Courteney Cox (“Gale Weathers”) estrelam Pânico da Paramount Pictures e Spyglass Media Group

Uma possível nova vítima é mostrada na narração de Dewey: Vince (Kyle Gallner, de A Hora do Pesadelo, 2010) é surpreendido pelo psicopata. Depois, como de costume, surgem os novos rostos da franquia. Samantha Carpenter (Melissa Barrera) é contatada por Sidney. Pelo sobrenome na ficha técnica, há indicação que ela seja irmã de Tara, a provável vítima da abertura. E deve ter uma razão para que ela seja considerada um alvo para o assassino. “Seja quem for irá atrás de você.

O trailer também mostra o encontro de Sidney com Gale, preparando-se para um novo confronto. “Está preparada?” E a jornalista responde que nunca está. Assim como a perseguição e morte de Chad Meeks-Martin (Mason Gooding), esfaqueado enquanto tentava fugir de uma residência. Parece que o novo assassino não irá perdoar nem sequer um cadeirante – ou a pessoa na cadeira de rodas possa ser alguém que sobreviveu aos ataques e Ghostface foi atrás para encerrar o serviço. Como há cenas que se passam em um hospital, poderia até acontecer.

Dewey, então, irá apresentar as regras de sobrevivência. E Samantha já trará uma pista: “os ataques estão relacionados aos assassinos do primeiro filme.” É claro que ela está falando de Billy e Stu, embora a legenda oficial da Paramount tenha cometido um deslize ao mostrar a garota dizendo PRIMEIRO FILME, ou seja, aquele que aparece em Pânico 2 intitulado STAB. Em inglês, ela diz: “original killers.

A ligação dele [DO ASSASSINO] com o nosso passado nos trouxe aqui.” Como os novos perseguidos são jovens, imagina-se que eles tenham possivelmente nascido na época em que aconteceu o primeiro massacre ou são uma geração que foi influenciada pelos crimes. Como a franquia já tratou de parentes – Pânico 2 envolve a mãe de Billy; e 3 um irmão de Sidney -, seria a repetição de uma mesma ideia: a mãe de Sidney ter tido um filho bastardo ou os rapazes terem matado a pessoa errada e agora alguém está tentando corrigir.

O restante do trailer traz Dewey confrontando o assassino – será que sobreviverá novamente depois de ter sido esfaqueado duas vezes nos dois primeiros filmes? Provavelmente, não, pela reação de Gale em dado momento… -, gritos de desespero, a luta de Richie Kirsch (Jack Quaid) com o assassino e a fala de Sidney sobre não descansar enquanto ele não estiver morto e enterrado.

Como o título do filme não está assumindo o número 5, embora seja uma clara continuação, é provável que a sátira da vez (se é que teremos um tom satírico) envolvam os reboots. A ideia de um “reboot” é dar o restart em uma franquia já conhecida. Já houve a falsa tentativa de fazer isso em Pânico 4, mas o público realmente queria ver Sidney Prescott em cena. Chega a ser realmente improvável ver um filme da franquia sem a atriz, e se ela sobreviver, eu não acharia estranho o anúncio de uma continuação. Basta saber que o elenco principal até tentou se afastar da franquia com aquelas falas de “não faço continuação sem o Wes Craven“, mas sabe-se que vieram poucas oportunidades de holofote pós-Pânico. Ninguém ali fez uma carreira imensa de projetos e filmes com muitos espectadores.

Assim, PÂNICO deve voltar em grande estilo, desta vez com a ousadia de eliminar o trio sobrevivente (Dewey não irá sobreviver, podem apostar), resgatando algo do primeiro filme como motivação dos assassinatos violentos. Agora, vamos aguardar por clipes, novas imagens e informações que possam atiçar nossas expectativas até janeiro de 2022.

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 4.2 / 5. Número de votos: 5

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Marcelo Milici

Professor e crítico de cinema há vinte anos, fundou o site Boca do Inferno, uma das principais referências do gênero fantástico no Brasil. Foi colunista do site Omelete, articulista da revista Amazing e jurado dos festivais Cinefantasy, Espantomania, SP Terror e do sarau da Casa das Rosas. Possui publicações em diversas antologias como “Terra Morta”, Arquivos do Mal”, “Galáxias Ocultas”, “A Hora Morta” e “Insanidade”, além de composições poéticas no livro “A Sociedade dos Poetas Vivos”. É um dos autores da enciclopédia “Medo de Palhaço”, lançado pela editora Évora.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.