The Smiling Man (2015)

The Smiling Man (2015) (1)

The Smiling Man
Original:The Smiling Man
Ano:2015•País:EUA
Direção:A. J. Briones
Roteiro:A. J. Briones
Produção:A. J. Briones
Elenco:Abbi Chally, Mellisa Chally, Strange Dave

Atenção, fãs de filmes de terror! Vocês já escutaram falar de um diretor chamado A. J. Briones? Não? E que tal no técnico de efeitos especiais de obras de ficção A. J. Briones? Também não? Pois o senhor Briones fez parte dos times que assinaram os efeitos especiais em títulos como Avatar (2009), As Aventuras de Pi (2012), Guerra Mundial Z (2013), Planeta dos Macacos: O Confronto (2014) e, para fechar com chave de ouro o seu currículo, Star Wars – Episódio 7 (2015).

Com um currículo repleto de produções campeãs de bilheteria, seria um caminho natural para Briones tentar sair momentaneamente de suas equipes para dar os primeiros passos de forma independente. A escolha do agora também diretor veio através de uma produção de terror cujo resultado chamou atenção pelos festivais nos quais foi exibido e pelos vários prêmios que recebeu nestas mostras, incluindo Melhor Curta, Melhor Maquiagem, Melhor Monstro, Melhor Cena Perturbadora, entre outros.

Com o título pouco chamativo e bastante genérico de The Smiling Man, traduzido livremente para o português como O Homem Sorridente, Briones também assina o roteiro e a edição desta trama com pouco mais de seis minutos e que foi lançada em 2015. Se você ainda não assistiu, veja abaixo este interessante trabalho e tire as suas próprias conclusões. The Smiling Man é, na verdade, o segundo filme dirigido por Briones, que lançou em 2014 o curta Carolina Parakeet, trabalho que teve pouca repercussão.

The Smiling Man (2015) (3)

The Smiling Man acompanha uma garotinha (Abbi Chally) com seus cinco anos de idade. A menina está entretida em seu quarto assistindo desenhos quando uma sombra chama a sua atenção. Ao olhar para o corredor, a garotinha encontra uma pequena sacola com pedaços de bonecas e um balão preso ao saco. Curiosa, ela se aproxima e pega o saco com os pedaços de bonecas. Logo depois ela encontra outros sacos com balões. No entanto, alguns ângulos rápidos e precisos de câmera tentam revelar quem está deixando estes “presentes”.

A garota é então atraída até a cozinha da casa para encontrar o tal homem sorridente do título. Briones utiliza do grotesco e de uma edição precisa para apresentar nesta sequência da cozinha o ponto alto do seu curta. São poucos minutos, mas tempo suficiente para Briones presentear o seu público com um ótimo trabalho.

Existe algo de perturbador em The Smiling Man principalmente pela forma como seus personagens se relacionam. Diferente de uma linha narrativa tradicional em explorar a ideia de mocinha e vilão, o roteiro de Briones opta por um caminho mais lúdico dentro de um universo infantil. E por este motivo, acaba soando como um terrível pesadelo no qual não se consegue acordar. Destaque para a concepção do “homem”.

Com este resultado positivo, já é possível esperar por próximos trabalhos assinados por Briones. Atualmente ele está integrando a equipe de efeitos especiais de O Planeta dos Macacos: A Guerra, que está em pós-produção e com lançamento previsto para 2017. Quem viu The Smiling Man espera que Briones possa ter algum tempo livre em breve para mais um trabalho na cadeira de diretor.

(Visited 1.009 times, 1 visits today)
Filipe Falcão

Filipe Falcão

Jornalista formado e Doutor em Comunicação. Fã de filmes de terror, pesquisa academicamente o gênero desde 2006. Autor dos livros Fronteiras do Medo e A Aceleração do Medo e co-autor do livro Medo de Palhaço.

3 comentários em “The Smiling Man (2015)

  • 22/01/2019 em 17:14
    Permalink

    A cena da cozinha é meio sem nexo e a menininha atua mto mal….

    Resposta
  • 22/06/2016 em 23:57
    Permalink

    Alguém sabe onde encontro esse filme pra baixar? Não encontro em lugar algum!
    Aliás, adorei sua crítica! Obrigado! <3

    Resposta
    • 23/06/2016 em 03:10
      Permalink

      Isso é um curta, o filme é só isso. Realmente gosto é algo que não se discute, porque não vi graça alguma nessa coisa…

      Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP-Backgrounds Lite by InoPlugs Web Design and Juwelier Schönmann 1010 Wien