Outlast 2 vem com a difícil missão de superar o horror de seu antecessor

0
(0)

Já falamos aqui no Boca do Inferno que Outlast 2 é uma de nossas maiores apostas em jogos de terror para este ano. As expectativas não estão altas à toa. O primeiro jogo, de 2013, é de longe um dos melhores do gênero nos últimos tempos, trazendo uma grande experiência que surpreendeu positivamente os fãs do segmento.

Agora, o estúdio canadense Red Barrels possuí a difícil missão de nos aterrorizar ainda mais nessa continuação que, a priori, não terá ligações com o enredo do jogo original.

Em Outlast 2, estaremos agora na pele dos jornalistas Blake Langermann e sua esposa, Lynn. Ao iniciarem a investigação de um bizarro assassinato de uma mulher grávida, o casal irá adentrar numa região desértica do Arizona, junto a uma comunidade mergulhada em insanidade e trevas, com entidades sobrenaturais demoníacas como pano de fundo.

A Red Barrels já havia disponibilizado ano passado uma demo do jogo. As mecânicas mostradas são praticamente as mesmas do original. O jogo se mantém em primeira pessoa, os cenários estão com um visual mais bonito e macabro e sua única “arma” em mãos é a câmera com visão noturna. Uma novidade observada é que agora será possível correr e olhar para trás ao mesmo tempo, o que em se tratando de Outlast pode render tensões ainda maiores durante o jogo.

Outlast 2 havia sido programado para 2016, mas a Red Barrels adiou o projeto para o primeiro trimestre de 2017, sem ainda confirmar uma data de lançamento. O jogo estará disponível para PlayStation 4, Xbox One e PC, sem suporte para VR.

Confira um gameplay de 10 minutos do jogo:

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Samuel Bryan

Jornalista, acreano, tão fã de filmes, games, livros e HQs de terror, que se não fosse ateu, teria sérios problemas com o ocultismo. Contato: games@bocadoinferno.com.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.