Conheça seis dos lugares mais aterrorizantes do mundo

OI
As Catacumbas dos Capuchinhos, na Itália, é conhecida por abrigar vários corpos mumificados

Filmes de terror são simples. Nós colocamos pra rodar, cobrimos os olhos ou abaixamos o volume quando as coisas ficam muito assustadoras e, depois de mais ou menos 90 minutos, nós sobrevivemos sem nenhum arranhão. No entanto, a vida real é bem diferente, e alguns lugares no planeta são realmente assustadores.

O site Dread Central fez um levantamento e selecionou seis lugares que estão no ranking dos mais assustadores da Terra, e isso mesmo deixando de fora A Porta do Inferno, no Turcomenistão, local onde houve um incêndio por 45 anos, o Castelo Leap, o mais assombrado de toda a Irlanda e as cavernas Gomantong, na Malásia, que estão repletas de morcegos e baratas.

Quer saber onde (não) passar as próximas férias? Confira a seleção horripilante logo abaixo!

Ilha das Bonecas, México
A Ilha das Bonecas é dedicada a alma de uma garotinha que se afogou de forma misteriosa há mais de 50 anos. Don Julian Santana encontrou a menina já afogada e junto com ela uma boneca. Ele pendurou o brinquedo em uma árvore como forma de tributo para agradar o espírito da menina e com o passar do tempo foi pendurando mais e mais bonecas, que achava no lixo ou perdidas nas redondezas. Após a morte de Don Julian, que foi encontrado morto no mesmo lugar onde supostamente teria encontrado a garotinha, já que a família dele alega que tudo não passou de uma história, o local se tornou uma atração turística única. Muitos visitantes também levaram suas próprias bonecas para pendurar e o resultado foi uma ilha superpopulada por rostos assustadores que estão em qualquer lugar que você olhe.

Boneca

Ilha da Queimada Grande, litoral de São Paulo
E o Brasil não ficou de fora! Se você tem medo de cobras é melhor pular esse item. A Ilha da Queimada Grande, apelidada de Ilha das Cobras, é o habitat natural de uma das espécies mais venenosas de cobras do mundo, a jararaca-ilhoa. Em 2010, o local foi eleito como o pior lugar do mundo para se visitar, ficando à frente até de Chernobyl. Isso porque existem cerca de cinco serpentes por metro quadrado na ilha! Os sintomas da picada da jararaca incluem inchaço, dor local, náuseas e vômitos, bolhas de sangue, hematomas, hemorragia intestinal e cerebral, falha renal e necrose do tecido muscular, mas não se preocupe, o local tem acesso proibido e apenas alguns cientistas ambientais podem visitá-lo.

Cobra

Ossuário de Sedlec, República Tcheca
O Ossuário de Sedlec é uma capela gótica situada no meio do cemitério de Todos os Santos, em Kutná Hora, a menos de 80 km da capital Praga. Entre 40.000 e 70.000 pessoas deram “vida” ao local e o responsável pela obra foi o entalhador Frantisek Rindt que, em 1870, ordenou de forma artística os milhares de ossos que estavam enterrados no subsolo da construção. Os ossos são de pessoas que morreram durante as Guerras Hussitas, revolução protestante que ocorreu na República Tcheca, e a peste negra, que dizimou entre 50 e 75 milhões de pessoas em toda a Europa, das quais 30 mil foram enterradas em Sedlec.

Sedlec

Catacumbas dos Capuchinhos, Itália
As Catacumbas dos Capuchinhos são criptas subterrâneas localizadas na cidade de Palermo, no sul da Itália e possui aproximadamente oito mil corpos mumificados. O cemitério do mosteiro esgotou sua capacidade no século 16, então os monges começaram a usar técnicas de mumificação e embalsamamento para deixar os corpos expostos, sem tumbas lacradas. Originalmente, somente os monges eram embalsamados, mas com o tempo se tornou símbolo de status ser mumificado, e outras pessoas também eram mumificadas. Em 1920, Rosalia Lombardo, que morreu de pneumonia com apenas dois anos, foi uma das últimas pessoas a participar do processo de mumificação nas catacumbas e a preservação de seu corpo foi tão bem feita que posteriormente ela foi confundida com uma boneca de porcelana.

Catacumbas

Floresta Aokigahara, Japão
Chamado de “o lugar perfeito para morrer”, a floresta Aokigahara é classificada como o segundo lugar mais popular do mundo para tirar a própria vida, o primeiro é a ponte Golden Gate em São Francisco. Desde os anos 50, vários japoneses entraram no local e pelo menos 500 deles que não saíram. Também conhecida como a Floresta do Suicídio ou Mar de Árvores, Aokigahara tem em sua entrada placas escritas em japonês e inglês para aqueles com pensamentos suicidas reconsiderarem seus planos e focarem nas coisas boas da vida. Somente em 2010, as tentativas de suicídio no local chegaram a aproximadamente 247, e pelo menos 57 pessoas conseguiram tirar a própria vida. Por causa da mata fechada, vários corpos nunca foram encontrados e a falta de vida animal somado ao ambiente frio faz da floresta um lugar muito quieto. Muitos acreditam que o local está assolado por demônios.

Aokigahara

Ilha Poveglia, Itália
Poveglia é uma pequena ilha atualmente abandonada que fica localizada no norte da Itália. Conhecida também como Ilha dos Mortos ou Ilha Sem Volta, sua visitação nos dias de hoje é
proibida. Tudo começou na época romana, quando o local foi utilizado para colocar em quarentena vítimas da peste bubônica. Em seguida, a ilha foi usada novamente para isolamento durante a peste negra. Os corpos, que chegaram a aproximadamente 160 mil, eram empilhados e queimados em enormes fossas. Em 1922, construíram um hospital psiquiátrico na ilha e os internos informaram diversas vezes ver os fantasmas das pessoas que foram carbonizadas no local, mas devido ao estado mental das testemunhas, ninguém acreditou. O diretor do hospital começou a experimentar nos pacientes novos métodos de reabilitação, envolvendo tortura e lobotomia, e depois de muitos anos realizando os “tratamentos” ele também começou a ver espíritos e se suicidou. Durante um tempo, o governo italiano foi proprietário da ilha. Ela foi vendida mais tarde mas seus outros proprietários se recusaram a ficar no local e a comentar sobre o que teria acontecido para fazê-los fugir.

Poveglia

E aí, anotou algum na lista de viagens?

(Visited 485 times, 1 visits today)
Laura Dourado

Laura Dourado

Jornalista, bailarina, amante irrecuperável de filmes de terror. Assiste todos os tipos possíveis, dispensando só os terríveis found footages.

3 comentários em “Conheça seis dos lugares mais aterrorizantes do mundo

  • 07/02/2015 em 11:26
    Permalink

    A Ilha das Bonecas e a Floresta do Suicídio, eram lugares que queria apenas passar na frente, tirar uma foto e ir embora vazado… heheheh

    Resposta
  • 06/02/2015 em 01:34
    Permalink

    Essa última lembra A Ilha dos Mortos (1945).

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP-Backgrounds Lite by InoPlugs Web Design and Juwelier Schönmann 1010 Wien