Testemunhem! Seis vezes Mad Max!!

0
(0)

Mad Max (2015) (2)

Enquanto os olharem eram voltados para a possibilidade de Leonardo DiCaprio levar sua primeira e chorada estatueta, o grande destaque da noite não foi a falta de informação e vontade de Glória Pires ou os prêmios de Melhor Diretor e Melhor Filme. Mad Max: Estrada da Fúria, o retorno triunfal de George Miller ao universo pós-apocalíptico concebido inicialmente em 1979, levou para casa seis estatuetas!

Montagem, Figurino, Design de Produção, Maquiagem e Cabelo, Edição de Som e Mixagem de Som elevaram a produção a um dos melhores trabalhos técnicos em Ficção Científica. Também merece ser enaltecido o prêmio de Efeitos Visuais reservado ao belíssimo Ex-Machina, outro trabalho do gênero fantástico que roubou a noite, mais do que as piadas de Chris Rock!

É sempre interessante quando a Academia reverencia o horror, a fantasia e a ficção científica! Mas, muitos filmes ainda mereciam ser lembrados nessa e em outras premiações! Quem sabe na próxima?

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Marcelo Milici

Professor e crítico de cinema há vinte anos, fundou o site Boca do Inferno, uma das principais referências do gênero fantástico no Brasil. Foi colunista do site Omelete, articulista da revista Amazing e jurado dos festivais Cinefantasy, Espantomania, SP Terror e do sarau da Casa das Rosas. Possui publicações em diversas antologias como “Terra Morta”, Arquivos do Mal”, “Galáxias Ocultas”, “A Hora Morta” e “Insanidade”, além de composições poéticas no livro “A Sociedade dos Poetas Vivos”. É um dos autores da enciclopédia “Medo de Palhaço”, lançado pela editora Évora.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.