CCXP 2018: Espalhando Lama pelo Artists´Alley!

Carniça estava disponível para venda. Já está esgotado.“, sorria Marcel Bartholo (Insubstituível, O Santo Sangue), numa conversa rápida na CCXP. Quadrinista com um traço belíssimo, ele comemorava a parceria com Rodrigo Ramos (Medo de Palhaço, Narrativas do Medo) na realização do segundo trabalho, Lama, inspirada em uma das maiores tragédias ecológicas já ocorridas no Brasil com pitadas lovecraftianas, de ficção histórica e folclore.

O público presente estava realmente interessado pela literatura nacional, ocupando o Artists´Alley, um dos espaços mais disputados na Comic Con Experience, em busca de histórias fantásticas e autógrafos. O segundo trabalho da dupla atraia olhares curiosos, aproveitando para saber mais detalhes do projeto, com a expectativa de lançamentos futuros.

A ideia de criar um selo para publicar estas histórias veio para reforçar a identidade do nosso trabalho e facilitar a identificação do nosso público”, afirma Marcel, autografando as obras com um arte assombrosa.

Com 48 páginas, em preto e branco no formato europeu (21 x 28 cm) em papel couché fosco, Lama tem uma excelente narrativa, envolvente e interessante.

Em uma cidadezinha assolada por um terrível desastre ambiental, seus habitantes lutam para recuperar suas vidas e manter a sanidade. Jorge, um pequeno agricultor em uma terra morta, e Maya, dona de uma pousada à beira da falência, resistem bravamente à desolação e desesperança que tomaram conta de sua cidade natal. Em um cenário coberto de lama, uma terrível força ancestral desperta para cobrar o preço pela destruição de seu local de repouso.

E virá mais por aí. A intenção dos realizadores é lançar uma HQ por ano, espalhando medo, sangue e cultura brasileira por diversos eventos literários.

Para mais informações, visite a página de LAMA no Facebook e os sites de Rodrigo Ramos e Marcel Bartholo.

(Visited 97 times, 1 visits today)

Marcelo Milici

Professor e crítico de cinema há vinte anos, fundou o site Boca do Inferno, uma das principais referências do gênero fantástico no Brasil. Foi colunista do site Omelete, articulista da revista Amazing e jurado dos festivais Cinefantasy, Espantomania, SP Terror e do sarau da Casa das Rosas. Possui publicações em diversas antologias como “Terra Morta”, Arquivos do Mal”, “Galáxias Ocultas”, “A Hora Morta” e “Insanidade”, além de composições poéticas no livro “A Sociedade dos Poetas Vivos”. É um dos autores da enciclopédia “Medo de Palhaço”, lançado pela editora Évora.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.