Falando no Diabo 51 – Manual de como ser um otaku fã de animes de terror para iniciantes

5
(1)

O mercado de animes segue crescendo tanto no Japão como em outros países, acompanhado pela popularização de serviços de streaming exclusivos para as animações, como o Crunchyroll e o Funimation, e apesar da crise causada pela COVID-19. Entre alguns dos animes mais populares no último ano, pelo menos três deles contam com boas doses de horror: Demon Slayer, Jujutsu Kaisen e Attack on Titan. E no episódio de hoje do Falando no Diabo, convidamos o Daniel Murta pra conversar não apenas sobre esses três colossos, mas sobre o gênero horror nos animes desde um de seus primeiros registros, lá na década de 1970.

Convidado:
Daniel Murta

Equipe de gravação:
Silvana Perez
Ivo Costa
Samuel Bryan
Maurício Murphy

Links:
Panorama do Horror
Horror em Mangá

Edição:
Maurício Murphy

Arte:
Lucas Crizza

Se você acompanha nosso conteúdo e pode nos ajudar a manter o Falando no Diabo e o Boca do Inferno vivos, acesse nosso Padrim ou nosso PicPay e conheça as formas de colaborar e as recompensas.

Estamos no Spotify!

Falem com a gente! Estamos no Instagram, Twitter e Facebook e, claro, no site!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 1

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Silvana Perez

Escolheu alguns caminhos errados e acabou vindo parar na Boca do Inferno. Ainda fala de feminismos no Spill the Beans e de ciclismo no Beco da Bike.

2 thoughts on “Falando no Diabo 51 – Manual de como ser um otaku fã de animes de terror para iniciantes

  • 30/05/2021 em 00:32
    Permalink

    Posso dizer com toda certeza aos senhores do blog Boca do Inferno que a animação japonesa (a melhor do mundo) já domina o mercado mundial há mais de 20 anos!! Então, não concordo com o pequeno texto de vocês que diz “o mercado de animes segue crescendo tanto no Japão como em outros países, acompanhado pela popularização de serviços de streaming…”. Ou seja, a internet ainda estava dando os seus primeiros passos na segunda metade dos Anos 90 com vários animes fazendo sucesso ao redor do mundo todo como Street Fighter, Dragon Ball, Cavaleiros do Zodíaco e entre muitos outros títulos, sem precisar sequer da rede de computadores!! Então, senhores do blog, na minha humilde opinião, os streaming só fortalecem esta dominação há duas décadas da animação japonesa e não tornando eles populares como se somente neste tempo conseguiram o seu espaço, como o texto de vocês está passando!! Enfim, obrigado pela atenção e aqui fala um fã da melhor animação do mundo que são os animes japoneses e que eu assisto desde os Anos 80!! ✌😊😎👍👏👏👏👏👏👏😁👊👌😉

    Resposta
    • 31/05/2021 em 10:18
      Permalink

      Oi, Carlos! Concordo, inclusive é por isso que o texto diz “segue crescendo”, e não “começou a crescer”, hahah! Recomendo ouvir o episódio do podcast. Como fã de animes, acho que você vai gostar 🙂

      Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.