Subversão e volta às origens: conheça o livro Comida de Fada

5
(2)

A ilustradora e quadrinista Val Armanelli iniciou recentemente uma campanha de financiamento coletivo pelo Catarse que vai servir como pré-venda de seu livro Comida de Fada, uma mistura de conto de fadas e horror voltada para adultos e crianças.

Val descreve sua história, ilustrada toda em guache e colagem, como uma “subversão (ou volta às origens?) dos contos de fada porque acredito que eles tem esse poder de ensinar, de alertar e não exatamente as crianças, mas principalmente os adultos que conseguem absorver mais camadas dessa história”.

Comida de Fada é um projeto aprovado no edital Aldir Blanc, mas Val decidiu abrir a campanha no Catarse como uma pré-venda, para conseguir lançar seu livro da melhor forma possível, em capa dura, impresso em papel de gramatura superior. E quem apoiar o projeto receberá como recompensas desde a versão digital do livro até desenhos originais emoldurados, passando por botons, marcadores de página, a versão impressa de Comida de Fada, trabalhos anteriores da Val e mais!

A história que vou lhes contar é apenas uma de muitas. Sobre uma criança que teve a infelicidade de cruzar o caminho das fadas, e pior, de acreditar nelas. Trágico, é verdade, mas corriqueiro como morder a língua ou chutar a beira da mobília com o dedinho. Comum e desagradável. Era uma menina e o nome dela, tanto faz. Mas é importante dizer que, infelizmente, as meninas costumam ser as presas mais fáceis. Porque damos a elas os brinquedos cor de rosa, os bichos de pelúcia, os porta-joias e as histórias… de contos de fadas! Fadas sempre tão boazinhas, tão dispostas a ajudar princesas a realizarem seus desejos, a se casarem com príncipes. E essa menina, tão igual a todas as outras, apenas um pouco mais solitária, acabou se encontrando com elas…

Para apoiar o lançamento de Comida de Fada, acesse a página da campanha no Catarse – e não deixe de seguir o Instagram da Val Armanelli!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 2

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Silvana Perez

Escolheu alguns caminhos errados e acabou vindo parar na Boca do Inferno. Ainda fala de feminismos no Spill the Beans e de ciclismo no Beco da Bike.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.