Críticas

Excision (2012)

É uma incômoda mistura de drama, violência, sexo e até mesmo humor negro, como pano de fundo para a degradação da sociedade americana.

Excision (2012)

Foi bom pra você?

Excision
Original:Excision
Ano:2012•País:EUA
Direção:Richard Bates Jr.
Roteiro:Richard Bates Jr.
Produção:Dylan Hale Lewis
Elenco:AnnaLynne McCord, Traci Lords, Ariel Winter, Roger Bart, Jeremy Sumpter, John Waters, Malcolm McDowell, Marlee Matlin, Matthew Gray Gubler, Ray Wise, Molly McCook, Natalie Dreyfuss

Primeiro longa do diretor Richard Bates Jr., Excision fez parte da seleção oficial do festival de Sundance, e vem arrancado elogios da crítica e do público. Uma grande surpresa, por se tratar de um filme cheio de sangue, e algumas cenas bem viscerais – mesmo assim, conseguiu um status de filme cult, e vem agradando a gregos e troianos.

A história gira ao redor de Pauline (Annalyne McCord, da série adolescente 90210), uma garota perturbada com uma relação conturbada com os pais e amigos na escola, tendo afeição apenas por sua irmã mais nova, que sofre de uma grave doença nos pulmões. Sempre em conflito com a mãe (Tracy Lords), que insiste que ela seja uma garota normal – logo percebemos que Pauline está longe disso, pois além do desejo de ser cirurgiã, tem uma mente perturbada, com sonhos recheados de mutilações, sangue, e um estranho prazer sexual com tudo isso – uma válvula de escape para se livrar das amarras da sociedade pragmática que a cerca, por mais bizarra que seja. Vemos na vida real uma garota estranha, encurvada, cheia de espinhas e até herpes – rejeitada pela mãe e pela sociedade – mas, em seus sonhos, é uma garota linda, sedutora e perversa, sempre no domínio de suas ações. Essa contradição da personagem mostra que Pauline está a ponto de explodir, realidade e sonhos estão prestes a colidir, mas não sabemos a quem ela irá atacar.

O filme tem seus tropeços: um deles é aproveitar mal a presença de atores como Ray Wise, Malcon Macdowell, e John Waters – por mais canastrões que sejam, enriqueceriam mais a trama, se bem aproveitados. Agora já Tracy Lords, linda como sempre, conhecida pelos marmanjos por sua carreira na indústria pornográfica – está muito bem como a mãe controladora. McCord traz uma personagem complexa, bem diferente a da série 90210, alternando momentos psicóticos, com tristeza e alienação.

Excision é uma incômoda mistura de drama, violência, sexo e até mesmo humor negro, tudo isso como pano de fundo para a degradação da família e da sociedade americana. O final é daqueles que deixam você sem lugar, marcante e doentio, mais até que todo o desenvolvimento da trama sombria e repulsiva. Não cabe a nós julgarmos Pauline por seus atos, afinal a garota só queria ser aceita.

Leia também:

2 Comentários

  1. vanessa vasconcelos

    FILME MUITO VIAJADO,MAIS EU GOSTEI.

Trackbacks / Pings

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *