PÂNICO 6? Diretores e produtor dizem que a sequência pode vir mais cedo do que o esperado

3.7
(3)

A franquia Pânico está oficialmente de volta, e com uma bilheteria pra lá de surpreendente. Em suas primeiras duas semanas, Pânico rendeu 86 milhões de dólares em bilheteria, o que é maior do que a bilheteria de Pânico 4 em todo seu período de exibição. Então fica a pergunta: qual é o próximo passo para a franquia?

Com novos personagens ganhando destaque e com alguns personagens antigos ainda vivos para ver suas história continuarem, parece que Pânico tem bastante potencial para começar uma nova franquia, e é justamente esse potencial que o grupo Radio Silence (composto por Matt Bettinelli-Olpin, Tyler Gillett e o produtor executivo Chad Villella) parecem querem explorar. Na verdade, eles já têm ideias para um possível Pânico 6.

Em conversa recente com a Entertainment Weekly, Gillet explica que a equipe iria se reunir em tempo recorde, se for dada a oportunidade.

Gillet disse, “Nós sabemos que Guy e Jamie têm ideias excelentes sobre qual caminho essa saga deve seguir, e eu posso dizer que nós nos divertimos demais fazendo esse filme. Do começo ao fim, foi um sonho se tornando real, e se eles nos aceitassem de volta, nós faríamos em tempo recorde.”

E como Neve Campbell se sente sobre retornar para um possível Pânico 6? Campbell disse em entrevista ao The Hollywood Reporter na última semana que “depende da força da história. Eu não quero fazer, a menos que o roteiro seja bom. Seria difícil. Mas esses caras realmente fizeram um bom trabalho com esse filme, então eu estou curiosa para saber o que vem depois. Veremos.”

Com o filme ainda em exibição é bem provável que ele ultrapasse a barreira dos 100 milhões em bilheteria, o que tornaria uma sequência quase que inevitável. Só nos resta esperar para retornar mais uma vez para Woodsboro.

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 3.7 / 5. Número de votos: 3

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lucas Crizza

Motion designer, apaixonado por tudo que envolve o mundo do horror. Quando criança descobriu a seção de terror nas videolocadoras e nunca mais foi o mesmo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.