Um conto folclórico estoniano é contado no estranho November

Baseado no livro Rehepapp, de Andrus Kivirähk, November estreou no Festival de Tribeca do ano passado, quando ganhou o prémio de Melhor Fotografia. Pelo trailer e pelo clipe abaixo, vê-se que o prêmio foi merecido, mas percebe-se também que estamos assistindo a uma das coisas mais estranhas que já passaram por aqui.

Dirigido por Rainer Sarnet, November será lançado em alguns cinemas nova-iorquinos no próximo dia 23, e em Los Angeles no dia 2 de março, pela Oscilloscope Laboratories.

November é ambientado em uma vila pagã estoniana onde lobisomens, a praga e os espíritos vagam. O maior problema dos moradores é como sobreviver ao inverno frio e escuro. E, assim, nada é tabu. As pessoas roubam umas das outras, das casas de seus senhores alemães, dos espíritos, do diabo e de Cristo. Eles estão dispostos a abrir mão de suas almas para criaturas ladras feitas de metal e madeira chamadas kratts, que ajudam seus mestres, cujas almas eles compraram, a roubar ainda mais.

A jovem Liina está perdidamente apaixonada por Hans, um lavrador, cujo coração ela perde para a filha do senhor alemão. Para reconquistar seu amor, Liina procura quaisquer meios necessários, mesmo que isso signifique estabelecer ligações com a magia negra que circula a vila. Lendas pagãs estonianas e mitologias cristãs se misturam magicamente em November.

 

(Visited 196 times, 1 visits today)
Silvana Perez

Silvana Perez

Escolheu alguns caminhos errados e acabou vindo parar na Boca do Inferno.

Um comentário em “Um conto folclórico estoniano é contado no estranho November

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP-Backgrounds Lite by InoPlugs Web Design and Juwelier Schönmann 1010 Wien