Gaspar Noé nos leva a uma viagem alucinógena em Climax

Assistir a filmes de Gaspar Noé sempre costumam ser experiências marcantes. Depois de nos trazer filmes como Irreversível e Viagem Alucinante, o diretor argentino levou ao Festival de Cannes deste ano Climax, um suspense que tem como personagens centrais um grupo de dançarinos.

Descrito como uma representação hipnótica e alucinógena de uma festa que se torna um delírio ao longo de uma noite de inverno, em Climax uma trupe de jovens dançarinos se reúne em uma escola remota e vazia para ensaiar. O grupo começa uma celebração que se transforma em pesadelo quando os dançarinos descobrem que estão virando copos de sangria cheios de um potente LSD. Acompanhando sua jornada do júbilo ao caos e completa anarquia, Noé observa choques, rivalidades e violência em meio a um colapso psicodélico.

Se a produtora é indicativo da qualidade de um filme, podemos ficar tranquilos: Climax é da A24, responsável por filmes como A Bruxa e Hereditário. O filme é estrelado por Sofia Boutella (A Múmia), acompanhada por uma equipe de dançarinos profissionais.

(Visited 810 times, 2 visits today)
Silvana Perez

Silvana Perez

Escolheu alguns caminhos errados e acabou vindo parar na Boca do Inferno.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP-Backgrounds Lite by InoPlugs Web Design and Juwelier Schönmann 1010 Wien